Harry e Meghan não vão voltar a ser membros ativos da Família Real
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

21 fev 2021 às 11:49 hs
Harry e Meghan não vão voltar a ser membros ativos da Família Real

BBC BRASIL

GETTY IMAGES
Legenda da foto,Harry e Meghan agora moram na Califórnia

O príncipe Harry e sua mulher, a duquesa de Sussex, Meghan Markle, não vão voltar a ser membros ativos da família real, ou seja, não terão compromissos oficiais e responsabilidades de membros da realeza britânica, segundo o Palácio de Buckingham.

A rainha Elizabeth confirmou que o casal não vai continuar “com as responsabilidades e deveres inerentes a uma vida de serviço público”, embora continuem sendo “membros muito queridos da família”.

O casal afirmou que “o serviço (que prestam) é universal” e ofereceu-se para continuar a apoiar as organizações que eles representavam como membros da família real.

Harry e Meghan disseram em janeiro passado que iriam se afastar de seus cargos como membros da realeza “sênior” e tinham planos para se tornarem financeiramente independentes.

O casal, que agora mora na Califórnia, renunciou formalmente em março do ano passado, com um plano de revisar os acordos feitos após 12 meses.,

A confirmação da renúncia significa que o príncipe Harry e Meghan retornarão suas nomeações militares honorárias e patrocínios reais, que serão redistribuídos aos membros ativos da família real.

No acordo fechado no ano passado, o casal desistiu de usar os títulos de Sua Alteza Real, mas Harry vai manter o título de príncipe, porque é um título que recebeu ao nascer.

Harry vinha conversando com outros membros da família real antes de fazer a confirmação da renúncia.

“A Rainha confirmou que, afastando-se do trabalho da família real, não é possível continuar com as responsabilidades e deveres inerentes a uma vida de serviço público”, disse o comunicado do Palácio de Buckingham.

“Apesar de todos estarem tristes pela decisão, o duque e a duquesa continuam sendo membros muito queridos da família.”

Um porta-voz de Harry e Meghan disse que os dois continuam “comprometidos com seu dever e serviço ao Reino Unido e ao redor do mundo” e que eles ofereceram seu apoio contínuo às organizações que representaram, independentemente da função oficial.

Em foto em preto e branco, Meghan deita no colo de Harry, que está sentado embaixo de uma árvore
MISAN HARRIMAN
Recentemente o casal anunciou que está esperando um segundo filho

“Todos nós podemos viver uma vida de serviço (público). O serviço é universal”, disse o comunicado.

Entidades agradeceram o casal

Vários dos ex-patrocinadores do duque e da duquesa agradeceram ao casal por seu apoio após o anúncio.

O Queen’s Commonwealth Trust (entidade filantrópica que patrocina projetos de jovens em países da Commonwealth), fundado em 2018 com Harry e Meghan como presidente e vice-presidente, disse que foi “muita sorte” ter tido o “grande apoio e incentivo” do casal em seus anos de formação.

“Estamos felizes por eles permanecerem em nosso círculo de apoiadores”, disse o fundo em um comunicado.

A associação de universidades da Commonwealth disse que Meghan tem sido “uma defensora apaixonada” de sua missão de “construir um mundo melhor por meio do ensino superior” desde que assumiu o papel de patrona, em janeiro de 2019.

E o National Theatre, outra entidade da qual Meghan era patrona, disse que a duquesa ajudou seu esforço com comunidades e jovens do Reino Unido para tornar o teatro acessível a todos.

Duas ligas de Rugby, a Rugby Football League e a Rugby Football Union também agradeceram Harry “por seu tempo, cuidado e comprometimento” em apoiar as organizações.

A Invictus Games Foundation, que organiza um evento esportivo internacional para militares feridos em ação, disse que Harry continuará sendo um patrono da organização, que ele ajudou a fundar.

O duque permanece “totalmente comprometido” com os eventos da organização, disse a entidade em um comunicado.

“Seu serviço militar e experiência, combinados com sua genuína compaixão e compreensão por aqueles que servem seus países, aumentaram a conscientização sobre os veteranos feridos e enfermos e sobre o papel que eles continuam a desempenhar na sociedade”, acrescentou.

Harry também continuará a trabalhar com a organização de caridade para veteranos Walking With The Wounded.

A Smart Works, uma instituição de caridade que ajuda mulheres com roupas para fazer entrevistas de emprego e com treinamento para trabalhar, e a entidade de protação animal Mayhew também continuarão a ter Meghan como apoiadora.

O que os anúncios significam?

Segundo o correspondente para a família real da BBC, Jonny Dymond, a confirmação da renúncia poderia ter sido uma formalidade, mas o fato de que duas declarações foram feitas — tanto da Rainha quanto do casal — mostra que ainda existe uma certa quantidade de “amargura” na relação de Harry e Meghan com a família.

“A declaração do palácio estabelece o pensamento da rainha; para ela, o casal abandonou a vida do serviço público. Mas o casal retrucou, dizendo que permanecem ‘comprometidos com o dever e o serviço’ e que o ‘serviço’, longe de ser uma questão de títulos e funções, ‘é universal'”, afirma Dymond.

Os anúncios vêm em um momento delicado, em que o duque de Edimburgo, avô de Harry e marido da rainha, está no hospital.

Então por que fazer o anúncio agora? “Uma fonte disse que a história já era de conhecimento geral e de qualquer forma estaria nos jornais no fim de semana. A sugestão: é que cada um dos lados está tentando atropelar o outro com o anúncio”, diz Dymond.

Em relação aos títulos, afirma Dymond, a perda do título de Capitão da Marinha Inglesa fará falta para Harry, para quem a vida militar foi um grande definidor de personalidade.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: