Dois caçadores com javali, armas e munições são presos em fazenda de cana-de-açúcar em MS

Correio do Pantanal

5 fev 2018 às 07:10 hs
Dois caçadores com javali, armas e munições são presos em fazenda de cana-de-açúcar em MS

Segundo PMA, embora a caça de javali seja permitida, os dois não tinham permissão para transporte da carne, por questões sanitárias.

Espingardas apreendidas com os caçadores em fazenda em Nova Andradina (MS) (Foto: PMA/Divulgação)

Espingardas apreendidas com os caçadores em fazenda em Nova Andradina (MS) (Foto: PMA/Divulgação)

Dois caçadores de 51 e 70 anos foram presos com um javali morto, armas e munições em uma fazenda de cana-de-açúcar em Nova Andradina, região sul de Mato Grosso do Sul, no sábado (3). Segundo a Polícia Militar Ambiental (PMA), embora a caça de javali seja permitida, eles não poderiam transportar a carne do animal, por questões de higiene.

Os caçadores portavam duas espingardas, uma calibre 32 e uma calibre 36, cinco munições de cada calibre. As armas e munições não tinham documentação. O animal abatido pesava 10 quilos.

Os infratores receberam voz de prisão e foram encaminhados, com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil. Ele foram autuados administrativamente e poderão ser multados de R$ 500 e R$ 5.000 se for animal silvestre em extinção.

Os dois foram autuados em flagrante por crime de porte ilegal de arma. A pena pelo porte ilegal de arma é de dois a quatro anos de detenção. A carne será periciada e, caso seja comprovado a origem de animal silvestre, os dois suspeito também devem responder por crime ambiental de caça ilegal. A pena para a caça é de seis meses a um ano de prisão, aumentada de meio ano, se for animal silvestre constante na lista de espécies em extinção.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: