Criança resgatada: “Pensei que não me ias salvar porque sou negro”

Correio do Pantanal

3 ago 2019 às 21:55 hs
Criança resgatada: “Pensei que não me ias salvar porque sou negro”

Criança resgatada: “Pensei que não me ias salvar porque sou negro”

Uma mulher enfrentou condições muito adversas e salvou uma criança de dez anos que estava a afogar-se no mar de Palma de Maiorca. A reação do menino foi desconcertante.

A jovem argentina Macarena Cabruja estava a trabalhar como nadadora-salvadora na praia de Can Pere Antoni, no passado dia 29 de julho. O turno tinha acabado e a também professora de Educação Física ficou na praia a jogar vólei com um amigo. Nesse momento, reparou que uma criança estava a afogar-se. As condições marítimas eram más, mas Macarena reagiu com rapidez: pediu para contactarem o 112 e lançou-se ao mar.

“O mar estava muito forte. Eu sei que posso aguentar horas na água, mas sabia o risco que corria”, contou a socorrista ao “Diário de Mallorca”. Macarena acabaria por conseguir alcançar a criança e segurá-la e um barco ajudou-os a chegar à costa.

O menino de dez anos sobreviveu. Macarena deu-lhe muitos beijos. Mas não esperava que o menino que lhe dissesse isto: “Pensei que não me ias salvar porque sou negro”.

Policia de Palma@policiadepalma

🏖️
👏
👏
👏

Nos activan por un niño en apuros en Can Pere Antoni. Avisa al 112 Macarena, socorrista de la playa, antes de adentrarse en el agitado mar. Ya había terminado su jornada, pero la vocación de servicio y el sentido del deber no conocen horarios. Final feliz. ¡Enhorabuena !

View image on Twitter
View image on Twitter
ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: