Cinco obras de R$ 11,2 mi estão paradas; uma delas desde 2012

Correio do Pantanal

24 set 2018 às 09:16 hs
Cinco obras de R$ 11,2 mi estão paradas; uma delas desde 2012

Universidade da Grande Dourados não informou a razão das paralisações

Por Jones Mário

Os prédios – alguns já deteriorados – somam 11,3 mil metros quadrados. Há estruturas no estágio inicial das obras, outras próximas do acabamento.

O edifício da Reitoria é o mais avançado e também o mais antigo. A construção começou em 2012 e seria retomada três anos depois, mas a concorrência foi revogada. A finalização foi orçada em R$ 2,7 milhões. A UFGD não informou o valor
inicial da obra.

A Reitoria tem 3 mil m² e deveria abranger também as pró-reitorias, coordenadorias, procuradoria e assessoria. De acordo com documentos anexados ao edital para a concorrência revogada, a fase das obras no prédio apresentava “execução total da infra-estrutura e execução parcial da superestrutura, cobertura, paredes e painéis, esquadrias e demais serviços”.

De perto, a situação é de abandono. As colunas, já ladrilhadas, contrastam com a sujeira acumulada no fosso do elevador. Caixas e materiais foram esquecidos no térreo, consumidos por poeira e umidade. Manchas escuras tomaram conta de parte da fachada.

(*) Confira a reportagem completa na edição do Correio do Estado desta segunda-feira.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: