Candidatos aproveitam movimento após o desfile para pedir voto

Correio do Pantanal

8 set 2018 às 09:57 hs
Candidatos aproveitam movimento após o desfile para pedir voto

Na oportunidade, políticos distribuíram folhetos, santinhos e falaram de propostas; material de divulgação engrossou lixo pelas ruas após a festa

Danielle Valentim e Kleber Clajus

Rua ficou coberta de panfletos...

Rua ficou coberta de panfletos…

e santinhos. (Foto: Henrique Kawaminami)

e santinhos. (Foto: Henrique Kawaminami)

A 30 dias da eleição, boa parte de candidatos de Campo Grande aproveitaram o desfile da Independência, deste sábado (7), para fazer campanha pelas ruas do Centro. A reportagem conversou com três deles, todos concorrendo a vagas para deputados estaduais.

O candidato Capitão Renan Contar, que concorre pelo partido PSL viu a movimentação como uma oportunidade de se aproximar dos eleitores. “O representante do povo tem de estar perto do povo e este é um espaço democrático, com inúmeros democráticos”, pontua.

Radialista, Lucas de Lima, candidato a deputado estadual pelo partido SD, pontua que este é um momento de mudança. “Esse é um momento de despertar nas pessoas o patriotismo, para que elas também se destaquem para a política”, disse.

O candidato admite que a campanha, atualmente, é mais voltada à internet, contudo optou por distribuir santinhos aos possíveis eleitores.

Já Wolfang Antonino Ojeda, o Professor Ojeda, que também é candidato pelo SD, tenta uma vaga, mas também critica a classe politica. “O amor à pátria é esquecido pelos políticos por interesse próprio”.

O número de políticos que usaram a oportunidade para distribuir folhetos e falar de proposta foi bem maior. O candidato a releição deputado estadual Pedro Kemp (PT) e Mario Fonseca (PC do B), que disputa uma das vagas para o Senado, por exemplo, apoiaram a passagem do “Grito dos Excluídos” como forma de campanha.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: