Bolsonaro recebe representantes do agronegócio e defende agricultura familiar

Correio do Pantanal

24 out 2018 às 17:07 hs
Bolsonaro recebe representantes do agronegócio e defende agricultura familiar

Por Cristina Boeckel, G1 — Rio de Janeiro


Veja as atividades de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta (24)
Veja as atividades de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta (24)

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, afirmou nesta quarta-feira (24) em publicação no Twitter que a agricultura familiar precisa ser protegida uma vez que é responsável por cerca de 70% produção do que é consumido no país.

De acordo com o presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Luiz Antônio Nabhan Garcia, o grupo foi até Bolsonaro defender a segurança jurídica para o setor produtivo, o direito à propriedade e discutiu a união dos ministérios da Agricultura com o do Meio Ambiente.

“Algumas demandas importantes, como segurança jurídica, a questão do direito de propriedade, temos que ter políticas agrícolas voltadas para quem realmente trabalha, temos que ter um BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] que realmente seja para todos e não só para alguns amigos do rei. Essas são as questões com as quais o Bolsonaro sempre se comprometeu com o setor produtivo”, disse Nabhan Garcia.

O presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Luiz Antônio Nabhan Garcia, conversa com a imprensa depois de encontro com o candidato Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro — Foto: Cristina Boeckel/G1
O presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Luiz Antônio Nabhan Garcia, conversa com a imprensa depois de encontro com o candidato Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro — Foto: Cristina Boeckel/G1

No Twitter, o candidato também falou sobre infraestrutura. Ele disse que é preciso “desburocratizar, simplificar e pensar de forma estratégica” o setor para que ele deixe ser um “gargalo” para se “transformar em solução”.

Ele citou o Fórum Econômico Mundial do ano passado e a posição do Brasil em relação a outros 136 países segundo Global Competitiveness Report de 2017.

“Segundo o Global Competitiveness Report de 2017 do World Economic Forum, a posição do Brasil em relação a de outros 136 países na eficiência de sua infraestrutura é: Ferrovias 88; Aeroportos 95; Rodovias 103; Portos 106 e sua qualidade de oferta de energia é 84”, afirmou.

Segurança

Nos últimos dias, a segurança de Jair Bolsonaro foi reforçada. Uma câmera de vigilância foi instalada em frente ao condomínio dele e a escolta ampliada, com agentes do batalhão de choque da polícia militar.

Nesta terça-feira (23), o presidente do PSL, Gustavo Bebiano, disse que não houve ameaças, mas o número de policiais federais que acompanham Bolsonaro subiu de 25 para 30.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: