Bolsonaro chama “canalha” a Haddad

Correio do Pantanal

12 out 2018 às 20:52 hs
Bolsonaro chama “canalha” a Haddad

Candidato do PT propôs compromisso entre os dois contra notícias falsas mas acabou ofendido pelo presidenciável do PSL.

“O pau-mandado do corrupto me propôs assinar ‘carta de compromisso contra mentiras na internet’, o mesmo que está inventando que eu vou aumentar os impostos para os pobres, é um canalha”, disse Jair Bolsonaro, através das redes sociais, em resposta ao pedido de Fernando Haddad para um pacto de não agressão online.

O candidato do PT reagiu de imediato: “A resposta está ao nível do candidato.” “As duas campanhas poderiam se ajudar e contribuir para que o eleitor recebesse informações reais, acenamos com essa ideia numa entrevista e recebemos uma resposta ao nível do candidato.”

As fake news marcaram a primeira volta das eleições, com destaque para a campanha do candidato do PSL, que construiu uma máquina especializada com cerca de cem grupos de WhatsAppa redigir mais de mil conteúdos forjados ao dia, de acordo com reportagem do jornal El País, edição Brasil.

Na reta final da campanha, Haddad foi o mais visado, com fotomontagens a carregar um biberão com bico em forma de pénis, supostamente para combater a homofobia, e páginas falsas de jornais onde defendia que a partir dos 5 anos fosse o Estado a decidir o sexo dos bebés, entre outras. O objetivo era desconstruir a imagem do candidato entre o eleitorado mais conservador.

Outro foco das notícias falsas, veiculada pela própria cúpula de campanha de Bolsonaro, visou criticar a fiabilidade das urnas eletrónicas, os aparelhos com que se vota no Brasil.

O Tribunal Superior Eleitoral, que registou uma notícia falsa veiculada em grandes proporções no próprio dia da eleição dando conta uma suposta urna fraudada, disse que ainda está a aprender a lidar com o problema, apesar de ter criado um grupo de apoio nesse sentido. Todos os principais órgãos de informação adotaram, entretanto, os seus próprios detetores de mentiras.

Na primeira volta, Bolsonaro somou 46% das intenções de voto, contra 29% de Haddad. A segunda volta realiza-se no dia 28. O primeiro debate está marcado para quinta-feira.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: