Baleia morre na praia com 100 quilos de lixo no estômago
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

3 dez 2019 às 20:05 hs
Baleia morre na praia com 100 quilos de lixo no estômago

Baleia morre na praia com 100 quilos de lixo no estômago

Uma baleia que, na passada semana, morreu depois de ter ficado presa numa praia de uma ilha na Escócia tinha mais de 100 quilos de lixo no estômago. A revelação foi feita por uma organização ambiental que acompanhou a autópsia do animal.

O jovem animal, com dez anos, morreu na quinta-feira, na praia de Seilebost, na Ilha de Harris, segundo revela Dan Parry, responsável pela página de Facebook “Luskentyre Beach”, que tem como objetivo alertar os internautas para os riscos da poluição nas praias daquela região.BALEIA GRÁVIDA ENCONTRADA MORTA COM 22 KG DE PLÁSTICO NO ESTÔMAGOVER MAIS

O animal media 14 metros de comprimento e pesava mais de 26 toneladas. O lixo formou uma espécie de bola no estômago do animal, que incluía “cordas, copos, plásticos, bolsas, luvas, correias e tubos”, pode ler-se na página de Facebook.

Apesar da quantidade de lixo encontrado no estômago do animal, não é possível concluir que a morte da baleia se deva a esse elemento. “O mais incomum neste caso é o grande volume”, disse, ao jornal “The New York Times”, Andrew Brownlow, Scottish Marine Animal Stranding Scheme, uma organização responsável por recolher dados de animais mortos na costa da Escócia. Ainda assim, o material encontrado no estômago “comprometeu o processo digestivo do animal”.

Devido ao peso do cadáver, as autoridades não conseguiram remover o animal e tiveram que o enterrar na praia. Através do Facebook, Dan Parry alertou para a necessidade que a “indústria da pesca tem de melhorar a sua forma de atuar”, mas não só. “Todos temos que fazer mais”, escreveu.

A descoberta de lixo no interior de animais marinhos mortos é frequente. Mas, as baleias tendem a chamar mais a atenção devido à quantidade de matéria que conseguem engolir.

Em 2018, na Tailândia,uma baleia morreu depois de ter engolido mais de 80 sacos de plástico nas águas poluídas do sul do país.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: