Avião interceptado pela FAB no Pantanal de MS tinha 500 quilos de cocaína

Correio do Pantanal

27 abr 2018 às 09:27 hs
Avião interceptado pela FAB no Pantanal de MS tinha 500 quilos de cocaína

Aeronave fez pouso forçado em região alagada na divisa de MS e MT. Piloto é procurado.

Por G1 MS,

Caixas com cocaína que estavam no avião interceptado pela FAB em MS (Foto: FAB/Divulgação)

O avião interceptado pela Força Aérea Brasileira (FAB) na quarta-feira (25), em Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, tinha 500 quilos de cocaína. O piloto ainda não foi localizado.

A informação é da FAB, que, junto com a Polícia Federal (PF), retirou a aeronave do local onde fez pouso forçado, região de alagados na divisa de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Os tabletes foram apreendidos.

Aeronave interceptada pela FAB por suspeita de tráfico Corumbá (MS) (Foto: FAB/Divulgação)

Aeronave interceptada pela FAB por suspeita de tráfico Corumbá (MS) (Foto: FAB/Divulgação)

Interceptação

O avião interceptado tinha saído da Bolívia, não tinha plano de voo e estava com matrícula falsa. O piloto não obedeceu aos pedidos da FAB, que estava com três aeronaves A-29 e um radar E-99.

Como o piloto não obedeceu a nenhuma das ordens, os militares deram um tiro de aviso. Ainda sem resposta, efetuaram então um tiro de detenção, que tem objetivo de atingir o alvo. Em nota, a FAB informou que é a 2ª vez que precisa tomar esta medida, mas não esclareceu se o tiro atingiu o bimotor.

Só depois disso que o piloto do avião suspeito fez o pouso forçado em um lago localizado na área do Parque Nacional do Pantanal mato-grossense.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: