Avião da Virgin foi ao espaço e deixou o turismo espacial mais perto. Veja as imagens
  • Projetando

Correio do Pantanal

14 dez 2018 às 22:58 hs
Avião da Virgin foi ao espaço e deixou o turismo espacial mais perto. Veja as imagens

Pela primeira vez, uma nave comercial tripulada viajou até ao espaço e regressou com sucesso à Terra, aterrando no deserto do Mojave (EUA) perante o entusiasmo do patrão da Virgin, Richard Branson

Depois de 14 anos de testes, com um trágico contratempo que resultou na morte de um piloto em 2014, a Virgin Galactic chegou por fim ao espaço, na quinta-feira, tomando a dianteira na corrida pela exploração do turismo espacial.

A aeronave comercial SpaceShipTwo tornou-se a primeira nave turística tripulada a atingir o espaço e regressar com segurança, atingindo uma altitude máxima de 82,6 quilómetros e superando assim a barreira dos 80 quilómetros de altitude, considerado pela Administração Federal de Aviação dos EUA como a fronteira para o início do espaço.

Foi “o primeiro voo espacial humano a ser lançado de solo americano desde a missão final do Space Shuttle em 2011″ e “a primeira vez que um veículo pilotado construído para serviço comercial de passageiros alcançou o espaço”, anunciou a Virgin Galactic num comunicado.

A SpaceShipTwo conseguiu alcançar o denominado espaço sub-orbital (sem chegar a entrar em órbita) com dois pilotos no cockpit – Mark “Forger” Stucky e C.J. Sturckow – e registou uma velocidade de Mach 2.9, correspondente a quase três vezes a velocidade do som.

A aeronave descolou do Porto Aéreo e Espacial do Mojave, a norte de Los Angeles, com o patrão da Virgin, Richard Branson, a ser seguramente o mais entusiasmado entre as centenas de espetadores que acorreram ao deserto da Califórnia.

“Hoje (quinta-feira), enquanto eu estava entre um grupo de pessoas verdadeiramente notáveis, com os olhos nas estrelas, vimos o nosso maior sonho e o nosso maior desafio até agora ser realizado“, disse Branson em um comunicado. “Foi um sentimento indescritível: alegria, alívio, euforia e ansiedade pelo que está por vir.”

Ora, o que está por vir é a exploração comercial do tão ansiado turismo espacial, segmento para o qual a Virgin Galactic parece assim tomar a dianteira face à concorrência, que inclui a Blue Origin, do fundador da Amazon.com, Jeff Bezos, a Boeing, a SpaceX, de Elon Musk, e a Stratolaunch, de Paul Allen, o co-fundador da Microsoft que morreu em outubro.

Já mais de 600 pessoas se inscreveram para as viagens espaciais que o dono da Virgin, Richard Branson, espera que se tornem uma realidade já a partir de março de 2019. Entre os interessados estão o ator Leonardo DiCaprio e a cantor pop Justin Bieber. A nave turística da Virgin Galactic tem capacidade para seis passageiros e dois pilotos e um voo de 90 minutos deverá custar cerca de 220 mil euros.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: