A piloto dos “nervos de aço” que evitou uma tragédia maior

Correio do Pantanal

19 abr 2018 às 06:42 hs
A piloto dos “nervos de aço” que evitou uma tragédia maior

FACEBOOK/MIDAMERICA NAZARENE

Tammie Shults serviu na Marinha dos EUA durante dez anos e chegou a pilotar caças a jato

A piloto que pousou com segurança um avião de passageiros da Southwest Airlines, esta terça-feira, depois de o motor ter explodido durante o voo, está a ser elogiada nas redes sociais. Os passageiros que seguiam no voo – onde morreu uma pessoa e várias outras ficaram feridas – dizem que é uma verdadeira heroína e referem os seus “nervos de aço”.

Tammie Shults serviu na Marinha dos EUA durante dez anos e chegou a pilotar caças a jato. Conseguiu aterrar o avião no aeroporto da Filadélfia mesmo após a explosão do motor.

Ainda não se sabe o que originou o incidente, mas autoridades disseram que uma revisão preliminar detetou desgaste do metal, de acordo com o Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos Estados Unidos.

Kristopher Johnson@EMMS_MrJohnson

@SouthwestAir These are the hero’s of SWA 1380 NYC to Dallas We lost an engine mid-flight and they guided back to Philly saved 149 on board

O voo com destino a Dallas transportava 149 passageiros que não pouparam elogios à piloto, chamando-a de “heroína americana”, uma vez que evitou que a tragédia fosse maior.

Shults não tinha sido identificada pela Southwest Airlines como a piloto encarregue do voo, mas os passageiros identificaram a mulher que, segundo os mesmos, lhes salvou a vida. O marido da piloto também confirmou que era ela quem estava aos comandos do avião, segundo a Associated Press. De acordo com um familiar, também ele é piloto da Southwest Airlines.

Um dos passageiros, Alfred Tumlinson elogiou a piloto pelos seus “nervos de aço”.

“Aquela senhora, eu aplaudo-a. Vou enviar-lhe um postal de Natal – vou-lhe dizer isso: é um presente por me ter colocado no chão”, disse Tumlinson.

Diana McBride Self, que também estava no avião, partilhou uma foto no Facebook com a seguinte legenda:

“Tammie Jo Schults, a piloto, voltou para falar com cada um de nós pessoalmente. Ela é um verdadeiro Herói Americano”, escreveu. “Um grande obrigado pelo seu conhecimento, orientação e bravura numa situação traumática”, acrescentou a mulher.

O Boeing 737 bimotor tinha deixado Nova Iorque quando os estilhaços do motor perfuraram o compartimento dos passageiros, fazendo com que o avião perdesse pressão e começasse a cair rapidamente.

Nas redes sociais, alguns internauitas compararam a piloto com o capitão Chesley “Sully” Sullenberger, que aterrou um avião da US Airways no Rio Hudson, em 2009.

Vítima mortal foi quase sugada

O acidente da Southwest Airlines fez uma vítima mortal e feriu pelo menos mais sete pessoas.

A passageira que morreu não resistiu aos ferimentos sofridos quando a janela ao seu lado explodiu, causando a despressurização da cabine.

A mulher foi parcialmente sugada para o exterior, tendo sido auxiliada por outros passageiros que a tentaram segurar, noticiam os media americanos.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: