A PALAVRA DE DEUS – “Abra-se”

Correio do Pantanal

5 set 2018 às 20:43 hs
A PALAVRA DE DEUS – “Abra-se”

Evangelho MC 7,31-37 – 31A seguir Jesus saiu dos arredores de Tiro e atravessou Sidom, até o mar da Galileia e a região de Decápolis. 32Ali algumas pessoas lhe trouxeram um homem que era surdo e mal podia falar, suplicando que lhe impusesse as mãos. 33Depois de levá-lo à parte, longe da multidão, Jesus colocou os dedos nos ouvidos dele. Em seguida, cuspiu e tocou na língua do homem.

34Então voltou os olhos para o céu e, com um profundo suspiro, disse-lhe: “Efatá!”, que significa “abra-se!” 35Com isso, os ouvidos do homem se abriram, sua língua ficou livre e ele começou a falar corretamente. 36Jesus ordenou-lhes que não o contassem a ninguém. Contudo, quanto mais ele os proibia, mais eles falavam. 37O povo ficava simplesmente maravilhado e dizia: “Ele faz tudo muito bem. Faz até o surdo ouvir e o mudo falar”.

MENSAGEM – O mês de setembro é dedicado à Bíblia, A Liturgia nos convida a abrir os ouvidos e os lábios, para escutar a PALAVRA DE DEUS, acolhê-la em nosso coração e ir proclamar com novo ardor missionário, que o reino de Deus já chegou. Na 1a leitura, o Profeta anuncia ao povo sofrido do exílio

um sinal da iminência da sua libertação: a cura de surdos, mudos, coxos e cegos. (Is 35,4-7) Para os judeus, esses sinais serão sinal que chegou o Messias. Na 2ª Leitura, Tiago convida a não discriminar as pessoas e a acolher com especial bondade os pequenos e os pobres. (Tg 2,15) No Evangelho temos a realização da profecia da 1ª leitura: (Mc 7,31-37) Jesus abre os ouvidos e solta a língua de um surdo-mudo. E o povo, entusiasmado, vê nessa cura um SINAL da presença do Poder salvífico do Messias e exclama: “Tudo ele tem feito bem. Faz os surdos ouvirem e os mudos falarem”. Como na “criação”, quando Deus viu que tudo era bom. (Gn 1,31) Quem é o surdo-mudo? É uma pessoa incapaz de escutar… de falar… (a palavra). O que seriamos nós sem o uso da PALAVRA? A Palavra é o meio por excelência de comunicação do homem… A CRIANÇA não precisa só de alimento, ela necessita também de palavras de carinho; Os NAMORADOS têm necessidade de traduzir em palavras os sentimentos de seu coração; A Palavra acompanha o nascimento e o desenvolvimento de todo AMOR e AMIZADE; Até os MUDOS convertem seus gestos em palavras. Há palavras vazias que não dizem nada… mas há também palavras, que carregam todo o peso de uma existência. Deus também fez uso da Palavra. Não quis apenas que sua palavra fosse lida e ouvida… Quis que fosse também vista, andando no meio dos homens. Ele próprio SE FEZ PALAVRA, na pessoa de Jesus Cristo. E essa Palavra de Deus ainda hoje a encontramos em parte escrita num livro que chamamos de BÍBLIA… Muito se perdeu ao longo da história… Muito ainda permanece escondida em nossos corações e aguarda que a escutemos e anunciemos. (Surdos e mudos???) É o que nos lembra São Tiago: “Acolhei com humildade a Palavra que lhes foi plantada no coração”. (Tg 1,21) Quem são os surdos e mudos de hoje? Diante da REALIDADE em que vivemos: São os que ficam indiferentes, vivem fechados no seu mundo, de ouvidos fechados às propostas de Deus e de coração fechado aos irmãos. Nada veem, nada escutam, nada falam… Preferem que sua voz só seja ouvida na hora de rezar, permanecendo cegos, surdos e mudos aos problemas da vida real. O Surdo-mudo representa os que não se preocupam em comunicar, em partilhar a vida, em dialogar… E Cristo convoca a ouvir o clamor dos que sofrem e a falar em defesa da justiça, dos direitos humanos, na honestidade pública. Quantas pessoas continuam sendo… surdas-mudas…! Diante da FAMÍLIA: São os que não têm tempo para escutar… nem para falar… e quando falam é bronca… Quantos pais, mães, filhos… surdos-mudos…! Diante da BÍBLIA: São os que têm os ouvidos e a boca fechados à Palavra de Deus… São os que não leem, não escutam, não estudam, não anunciam… Quantos católicos surdos-mudos…! Que tal valorizar um pouco mais a Bíblia nesse mês? No Rito do Batismo, há uma oração muito significativa: “O Senhor Jesus, que fez os surdos ouvirem e os mudos falarem, te conceda que possas logo ouvir a Palavra e professar a fé para louvor e glória de Deus Pai.” Desde o Batismo, nossos ouvidos se abriram para escutar a Palavra e a nossa língua se soltou para professar a fé e louvar o Senhor. Nossos ouvidos estão atentos à Palavra divina e nossa boca é Palavra de oração permanente? O Evangelho nos fala do milagre do surdo-mudo. Jesus tocou os ouvidos e a boca do doente e ele começou a escutar e a falar. A Missão da Igreja é trazer e apresentar essas pessoas a Jesus para que Ele as liberte de todos os males… Peçamos a Cristo, que toque também NOSSOS OUVIDOS para que se tornem sensíveis em escutar sua Palavra, NOSSOS LÁBIOS para que se tornem entusiastas em anunciá-la e NOSSAS MÃOS para que nos tornemos generosos em testemunhá-la… NOSSOS PÉS, para que desperte em nós novo ardor missionário…  Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa.

 

NOTÍCIAS DIOCESANAS

15 A 16 – Congresso Renovação Carismática Católica (Rio Verde MT-MS)

07 de Setembro – 24º Dia dos Excluídos – Vida em Primeiro Lugar.

“DESIGUALDADE GERA VIOLÊNCIA: BASTA DE PRIVILÉGIO”

 

 

 

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: