Dois policiais civis são presos em operação que apura tráfico de drogas, de armas e corrupção em MS

Correio do Pantanal

9 jul 2019 às 07:01 hs
Dois policiais civis são presos em operação que apura tráfico de drogas, de armas e corrupção em MS

Por Nadyenka Castro e Ana Paula Carvalho, G1 MS e TV Morena

Delegacia de Aquidauana (MS), onde os policiais eram lotados — Foto: Site O Pantaneiro/ReproduçãoDelegacia de Aquidauana (MS), onde os policiais eram lotados — Foto: Site O Pantaneiro/Reprodução

Delegacia de Aquidauana (MS), onde os policiais eram lotados — Foto: Site O Pantaneiro/Reprodução

Dois policiais civis lotados na delegacia de Aquidauana, município que fica a 131 quilômetros de Campo Grande, foram presos nesta segunda-feira (8), na operação Balcão de Negócios, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A ação tem por objetivo cumprir 12 mandados de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e 11 de busca e apreensão. A operação apura tráfico de drogas, de armas e corrupção policial.

De acordo com o delegado-geral de Polícia Civil, Marcelo Vargas Lopes, um dos policiais presos é investigado por suspeita de envolvimento no furto de 101 quilos de cocaína da delegacia da cidade, crime detectado no dia 10 de junho, que resultou na prisão do delegado-titular da unidade.

Ainda conforme Marcelo Vargas, a Corregedoria da Polícia Civil já havia pedido ao poder judiciário a prisão do policial.

Um dos policiais foi preso em Campo Grande. Ele havia viajado à capital para levar o filho ao médico. O outro foi localizado em Aquidauana. Ambos serão ouvidos também pela Corregedoria e irão responder a processo administrativo.

Outros dois homens, um de 45 e outro de 48 anos, também foram presos em Aquidauana, pelo Gaeco, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão. Na casa do primeiro foram apreendidas munições de calibre 22 e R$ 8.113. Já na do segundo, quatro munições intactas de calibre 28, que estavam em cima do guarda-roupas do quarto da filha dele.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: