Ultrapassagem perfeita leva Fraga à vitória em Campo Grande

Correio do Pantanal

19 ago 2018 às 17:42 hs
Ultrapassagem perfeita leva Fraga à vitória em Campo Grande

Piloto de Tocantins (TO) foi apelidado de ‘Papa-léguas do Cerrado’

Por RAFAEL RIBEIRO – Correio do Estado

O Papa-Léguas do cerrado. O apelido não é à toa e a estrela de Felipe Fraga voltou a brilhar na Stock Car. De volta a Campo Grande, o campeão de 2016 repetiu o feito logrado há quase três anos, quando foi um dos vencedores da então última rodada dupla na capital sul-mato-grossense. Na quente tarde deste domingo (19), o piloto da Cimed levou a melhor em grande batalha contra o atual campeão, Daniel Serra, fez bela ultrapassagem por fora e partiu para vencer pela 14ª vez na principal categoria do automobilismo brasileiro.

Serra, mesmo sem a vitória, garantiu um resultado muito importante para o campeonato ao terminar em segundo, enquanto Max Wilson voltou a garantir um lugar no pódio com outra pilotagem consistente e bateu o pentacampeão Cacá Bueno após grande disputa. Thiago Camilo, que corre neste fim de semana com chassi novo, terminou em sexto depois de ter sido ultrapassado na última volta por César Ramos, um dos bons destaques da prova.

Átila Abreu, que ganhou sete posições ao longo da corrida, terminou em sétimo lugar. Gabriel Casagrande, Rubens Barrichello e Vitor Genz fecharam o top-10. O gaúcho da Carlos Alves vai largar na primeira posição da corrida 2, tendo ao seu lado o experiente campeão de 2014.

A segunda corrida do fim de semana de Stock Car em Campo Grande acontece logo mais, às 13h10, (de MS).

A PROVA

Na manhã que antecedeu a abertura da rodada dupla em Campo Grande, Max Wilson recebeu a notícia de que perdeu três posições no grid de largada, caindo de terceiro para sexto. A prova começou com a temperatura ambiente na casa dos 30ºC, porém muito mais quente dentro dos carros, impondo grande desafio aos pilotos.

Na reta oposta, os 29 pilotos do grid alinharam para a largada, que teve Daniel Serra na pole e mantendo a liderança. Di Grassi pulou para terceiro lugar, ficando logo atrás de Felipe Fraga. A primeira volta ocorreu sem maiores incidentes, e as posições principais foram mantidas. Quem perdeu terreno foi Marcos Gomes, que partiu em décimo, mas caiu para 14º no início da prova.

Pouco depois, Valdeno Brito e Nelsinho Piquet se tocaram e escaparam da pista. O paraibano chegou a ficar parado na barreira de proteção, mas conseguiu voltar no fim do grid. O incidente passou a ser investigado pela direção de prova.

Serra se segurava na liderança, mas Fraga não dava descanso e lutava de forma aguerrida pela ponta. Cacá assumia o terceiro lugar após ultrapassar Di Grassi em um duelo de muito peso, e Max Wilson aparecia logo atrás, em quinto. E Átila Abreu, com o forte ritmo de corrida já esperado dos carros da Shell V-Power, já entrava no top-10 e lutava com Rubens Barrichello pelo oitavo lugar. Rafael Suzuki, outro bom destaque do fim de semana, vinha logo à frente.

Com o desenrolar da prova, Serra e Fraga formavam o pelotão da frente, enquanto Cacá conseguia se desgarrar de Di Grassi para fazer uma corrida sem tanta pressão. Restando 25 minutos para o fim da corrida, Di Grassi encostou nos boxes da Hero para abandonar a disputa. Assim, Max Wilson assumia o quarto lugar, seguido por Thiago Camilo e Suzuki, que era pressionado por Átila Abreu. Outro piloto que abandonava o embate era Allam Khodair.

No fim da volta 11, Fraga conseguiu fazer a ultrapassagem sobre Serra. Não apenas passou, mas abriu de cara uma boa vantagem perante o campeão, que espalhou na curva e perdeu muito espaço e a ponta da corrida. Marcos Gomes, que vinha reagindo e ocupava o décimo lugar, também escapava e voltava a perder terreno em Campo Grande. Em seguida, a direção de prova anunciou a abertura da janela de pit-stops.

No confronto entre Cimed e RC/Eurofarma nos boxes, levou melhor a atual campeã, que entregou Serra de volta à liderança da corrida. Só que Daniel ficou apenas alguns segundos na frente, já que Fraga fez uma manobra sensacional, por fora, para reassumir a ponta com a ajuda do botão de ultrapassagem. Lá atrás, Diego Nunes e Nelsinho Piquet, os dois pilotos da Full Time, se envolveram em um contato, com o filho do tricampeão de F1 levando a pior: o #33 abandonou a corrida.

Serra ficava um pouco mais para trás, logo à frente de Cacá e Max, que batalhavam pelo terceiro lugar. Camilo fazia uma sólida corrida para manter o quinto posto, seguido por César Ramos, com outra prova bem consistente, e Átila. Barrichello aparecia em nono, e Suzuki, depois da janela de pit-stops, perdeu muitas posições e caiu do top-10 para ser 15º.

Max levou a melhor sobre Cacá e se estabilizou em terceiro lugar, andando perto de Serra. O atual campeão bem que tentou, mas não conseguiu se aproximar de Fraga, que comemorou sua 14ª vitória na Stock Car. Um triunfo com a cara de Felipe Fraga. Ou como já é chamado, Papa-Léguas do Cerrado.

O tocantinense largou na segunda posição e conquistou o triunfo com uma ultrapassagem espetacular em cima de Daniel Serra, atual líder da competição e que terminou na segunda posição. Com o resultado, Fraga assumiu o segundo lugar no campeonato, com 147 pontos (44 atrás do líder).

“Chegar em segundo ou em último seria a mesma coisa hoje aqui em Campo Grande, por isso eu fui para o tudo ou nada e consegui aquela ultrapassagem para vencer a corrida. Foi bastante ousada mas valeu muito a pena. Estou muito feliz e agradeço o trabalho da Cimed Racing que vem batalhando desde o começo do ano para acertar o carro da melhor maneira possível e hoje foi tudo perfeito”, diz Fraga, que neste ano já havia vencido em Curitiba.

Essa foi a segunda vitória de Fraga em Campo Grande. Na temporada 2015, o piloto havia conquistado sua primeira vitória pela Cimed Racing justamente na Capital- no ano seguinte, ele se tornaria o mais jovem campeão da Stock Car, com apenas 21 anos.

A Cimed Chevrolet Racing também teve Cacá Bueno na quarta colocação e Marcos Gomes em 11o – a apenas uma posição da largada na pole position na prova 2, que será disputada nesta tarde em Campo Grande.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: