Primeira prova do Enem digital será aplicada em duas cidades de MS neste domingo
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

30 jan 2021 às 20:34 hs
Primeira prova do Enem digital será aplicada em duas cidades de MS neste domingo

Campo Grande e Dourados são as duas cidades do estado que aplicarão a prova. São 1924 candidatos que se inscreveram para modalidade em Mato Grosso do Sul.

Por G1 MS

30/01/2021 19h02  Atualizado há 2 horas


Primeira fase do Enem digital será neste domingo (31).  — Foto: José Câmara/G1 MS

Primeira fase do Enem digital será neste domingo (31). — Foto: José Câmara/G1 MS

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na modalidade digital, será aplicado neste domingo (31), em Campo Grande e Dourados, cidade da região sul de Mato Grosso do Sul. Foram 1924 inscritos para a prova digital do exame que dá acesso ao ensino superior em universidades públicas do Brasil.

Os estudantes responderão as questões de múltiplas escolha em computadores que estão instalados nos locais de prova. Mesmo na versão digital do Enem, a redação é realizada em formato impresso. Por isso, o candidato precisa levar caneta preta, de tubo transparente, para escrevê-la.

Os portões dos locais de prova nas duas cidades sul-mato-grossenses serão abertos às 10h30 e fecharão às 12h (horário local). A diferença entre a prova em papel e a digital, é de que a exame deste domingo (31), será feito em um computador, as questões serão marcadas diretamente na tela da máquina.

Neste domingo (31), serão aplicadas as provas de:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Redação.

No dia 7 de fevereiro, é a vez dos exames de:

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

Este é o primeiro ano em que a prova digital será aplicada. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a implantação do Enem digital será progressiva, com previsão de consolidação no ano de 2026.

Medidas de prevenção

  • Uso obrigatório de máscaras para candidatos e aplicadores;
  • Disponibilização de álcool em gel nos locais de prova e nas salas (a quantidade total só será conhecida após a aplicação do exame);
  • Recomendação de distanciamento social no deslocamento até as salas de provas;
  • Identificação de candidatos do lado de fora das salas, para evitar aglomeração – haverá marcações no piso para ter distanciamento, caso haja fila;
  • Contratação de um número maior de salas: na edição de 2019 foram 140 mil locais de aplicação; agora serão 200 mil;
  • Salas de provas com cerca de 50% da capacidade máxima;
  • Candidatos idosos, gestantes e lactantes ficarão em salas com 25% da capacidade máxima;
  • Higienização das salas de aulas, antes e depois do exame;

Candidatos com Covid

As provas do Enem vão ocorrer pouco mais de duas semanas após as festas de fim de ano, quando houve aglomerações em todo o país. Em diversos casos, a polícia interrompeu festas, muitas repletas de jovens sem máscaras.

Os sintomas de Covid-19 podem aparecer até 15 dias após o contato com o vírus, segundo especialistas. Isso significa que os candidatos poderão ter sintomas da doença próximo ao primeiro dia de provas.

O Inep prevê reaplicar a prova para quem tiver doenças infectocontagiosas, entre elas a Covid. Quem tiver diagnóstico positivo e laudo médico comprovando a situação de saúde uma semana antes das provas poderá entrar na página do participante, anexar os documentos, e pedir para refazer o exame em 23 e 24 de fevereiro.

Caso os sintomas apareçam na véspera do exame, o indicado é ligar para o 0800-616161.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: