Contratação de temporários cresce e vira alternativa em tempos de incertezas com a pandemia
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

9 fev 2021 às 20:26 hs
Contratação de temporários cresce e vira alternativa em tempos de incertezas com a pandemia

Número de admissões por meio da modalidade chegou a mais de 2 milhões em 2020, uma alta de 35%. Contratações foram puxadas por setores como o de alimentos e farmacêutica, com demanda em alta

HELOÍSA MENDONÇASão Paulo – 08 FEV 2021 – 09:37

Camila Costa (E) está trabalhando como temporária desde de dezembro na equipe de Recursos Humanos, coordenada por Ariana Lima (D).
Camila Costa (E) está trabalhando como temporária desde de dezembro na equipe de Recursos Humanos, coordenada por Ariana Lima (D).

O abre e fecha do comércio e as incertezas sobre os rumos da economia em meio à pandemia de covid-19 tem impulsionado a contratação de trabalhadores temporários no Brasil. O número de admissões realizadas por meio da modalidade chegou a mais de 2 milhões em 2020, um aumento de 34,8% em relação a 2019, segundo a Associação Brasileira de Trabalho Temporário (Asserttem). A prática, que era bastante utilizada aos finais de ano por conta da demanda das festas, virou a solução do mercado para tempos de pouca previsibilidade e crise sanitária. Para especialistas, a tendência deve seguir forte neste ano.

Em 2020, a busca por esse tipo de contratação teve um perfil diferente: 65% delas ocorreram na Indústria, para atender a uma demanda maior de trabalho em segmentos como, por exemplo, alimentos, farmacêutica, embalagens e agronegócio. “Historicamente, o comércio é que sempre puxou as contratações de temporários. Mas em 2020 foi a Indústria, um dos setores que mais chamou atenção foi o da alimentação”, diz Marcos Abreu, presidente da Asserttem. De acordo com ele, esse tipo de modalidade de trabalho acaba sendo eficaz e segura para as empresas que estão avaliando se a demanda que receberam é temporária ou não.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: