Diretor responsável por prova digital do Enem pede demissão a 2 meses da prova

Correio do Pantanal

23 set 2021 às 18:14 hs
Diretor responsável por prova digital do Enem pede demissão a 2 meses da prova

NOTICIAS AO MINUTO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – A dois meses do Enem, o órgão federal que realiza o exame está sem diretor de tecnologia. O titular do cargo pediu demissão nesta quarta-feira (22).

Daniel Miranda Pontes Rogério era diretor de Tecnologia da Informação do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) desde abril deste ano. Ele pediu demissão alegando problemas pessoais, mas relatos feitos à reportagem indicam que ele enfrentava dificuldades na função, sobretudo para manter as equipes.

O pedido pegou de surpresa a cúpula do Inep. A saída, confirmada pelo jornal Folha de S.Paulo com membros do instituto, ainda não foi oficializada no Diário Oficial. Questionado, o instituto não respondeu a reportagem.

A demissão do diretor causa preocupação em servidores do MEC por causa da proximidade da realização do Enem. O temor se deve principalmente com relação à aplicação da versão digital do exame, cuja segunda edição será realizada neste ano.

Mas, além de cuidar do Enem digital, a diretoria de TI é considerada estratégica por processar todas as informações coletadas pelo instituto. Também tem atuação importante, por exemplo, nos processos de tabulação de notas do exame.

O Enem está marcado para os dias 21 e 28 de novembro, tanto na versão tradicional em papel quanto na aplicada no computador. O governo Jair Bolsonaro foi obrigado pela Justiça a reabrir as inscrições para faltosos do ano passado que não haviam sido contemplados por isenção.

Quem se inscrever até o 26 de setembro fará a prova nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022. A área de TI também cuida dos processos de inscrições.

Daniel Miranda Pontes Rogério havia substituído Camilo Mussi, que estava no cargo desde 2016. Ele chegou ao cargo depois que Danilo Dupas Ribeiro foi nomeado presidente do Inep. Antes, Rogério ocupou cargos relacionados à tecnologia da informação nos ministérios da Economia, Comunicações e da Educação.

Sob a gestão do ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, o Inep passou por várias mudanças de equipe. As trocas frequentes preocupam servidores, que já divulgaram cartas públicas com críticas.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.