Descoberta abre caminho para técnica de remoção de tatuagens

Correio do Pantanal

4 jun 2018 às 10:26 hs
Descoberta abre caminho para técnica de remoção de tatuagens
Coxim Agora,
Os procedimentos hoje adotados, como o uso do laser, custam caro e levam tempo para funcionar. Foto: Getty Images

Não é incomum que, depois do desejo de tatuar o corpo, brote a vontade de fazer o oposto, retirar a tatuagem — três em cada dez pessoas tatua­das decidem pela remoção.

As sequelas da extração, contudo, podem ser feias. No lugar do desenho ficam manchas e cicatrizes. Os dermatologistas sempre buscaram uma saída que permitisse não estragar a pele após a eliminação da pintura.

Recentemente, cientistas do Centro de Imunologia de Marseille-Luminy, na França, identificaram os mecanismos de absorção das tinturas — e a descoberta pode abrir uma avenida de oportunidades que permitiria a volta da tez a seu estado inicial.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.