O veterano de guerra que morreu sozinho em casa, mas só foi encontrado ‘3 anos depois’
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

24 nov 2019 às 18:31 hs
O veterano de guerra que morreu sozinho em casa, mas só foi encontrado ‘3 anos depois’
Faixa policial
Image captionPolícia ainda investiga a causa da morte de White, cujo corpo só foi encontrado quando funcionários do condomínio onde morava se puseram a investigar por que seu apartamento não consumia nenhuma água

O caso de um veterano de guerra da Marinha americana, encontrado morto na semana passada dentro de seu apartamento na cidade de Dallas, no Texas, causou alarme pelo tempo em que sua morte passou despercebida: acredita-se que seu corpo tenha permanecido ali durante três anos.

Ronald Wayne White teve seu desaparecimento notificado pela família em diversas ocasiões. Mas seu corpo só foi encontrado durante uma investigação a respeito de por que alguns apartamentos de seu complexo habitacional não estavam consumindo água.

Quando funcionários do condomínio arrombaram sua porta de entrada, encontraram o corpo no chão da cozinha.

White, que tinha 51 anos em 2016, quando a família notou sua ausência, trabalhava na área de defesa privada desde que deixara a Marinha. Ele era divorciado, morava sozinho e frequentemente viajava para fora dos EUA a trabalho.

Sua mãe, Doris Stevens, que mora no Estado de Nova York, diz que recebia telefonemas constantes do filho — até três anos atrás. Ficou especialmente alarmada quando não conseguiu contato com ele em seu aniversário, em abril de 2017.nullTalvez também te interesse

Ela diz que entrou em contato com diferentes departamentos de polícia, mas ouviu deles que, se tratando de um adulto que costumava viajar ao exterior, não era possível abrir um inquérito de pessoa desaparecida.

“Minha maior pergunta é, como é possível que meu filho tenha ficado morto dentro daquele apartamento e ninguém saiba nada a respeito?”, questionou ela em entrevista à emissora WFAA. “Eu sofri durante todos os dias, os feriados festivos, porque ninguém queria ajudar a encontrá-lo.”

Como ele não foi encontrado antes?

O apartamento de White estava com suas janelas fechadas e trancadas, então chamava pouca atenção. Sua mãe não sabia que ele estava morando ali.

Pete Schulte, detetive do Departamento de Polícia de DeSoto, no Texas, afirmou que o aluguel era debitado automaticamente de uma conta abastecida pela aposentadoria de White por seu tempo na Marinha.

O detetive agregou que, dois anos atrás, um vizinho se queixou de um vazamento vindo do apartamento dele, mas como o vazamento cessou, acabou não sendo investigado.

“O que posso dizer é que ficou muito claro que ele estava lá havia algum tempo”, declarou Schulte, agregando que não há indicativos de que tenha White tenha sido vítima de um crime.

A perícia inicial confirmou que sua morte ocorreu há aproximadamente três anos, mas a causa dessa morte ainda não está clara. Como medicamento para diabetes foi encontrado dentro do apartamento, uma possibilidade é de que White tenha sofrido alguma complicação da doença.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: