A ‘limusine comunista’ forrada de ouro, joias e seda que transportou Bolsonaro pela China
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

28 out 2019 às 08:13 hs
A ‘limusine comunista’ forrada de ouro, joias e seda que transportou Bolsonaro pela China

Ricardo Senra – @ricksenraEnviado especial de BBC News Brasil a Pequim

Bolsonaro e Xi Jinping
Image captionXi Jinping e Bolsonaro em cerimonia oficial em Pequim; ao fundo, a luxuosa limusine que trouxe o brasileiro

Um segurança do hotel onde Jair Bolsonaro se hospeda em Pequim, na China, aponta para o principal carro da comitiva do presidente brasileiro e puxa assunto com a reportagem, em inglês.

“Vê o carro do seu presidente? Eu sempre quis ver um de perto. É um Hongqi igual ao do presidente Xi Jinping. Faz o Rolls-Royce parecer um Fiat”, diz, sorrindo.

“É a nossa limusine comunista.”

Nos três dias em que esteve em Pequim, além da experiência de passar em revista as estrelas vermelhas do uniforme do Exército de Libertação Popular, o presidente mais “anticomunista” da história recente do Brasil circulou dentro de uma das principais peças de propaganda do governo do gigante asiático.

Produzido pela estatal First Automobile Works (FAW), mais antiga montadora de veículos do país, o Hongqi L5 tem ar vintage porque remete ao modelo mais icônico da marca, criado em 1958 para fazer frente às limusines Rolls-Royce e Bentley exibidas em filmes de Hollywood e se tornar símbolo de prosperidade e do alto escalão do Partido Comunista chinês.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: