Mãe esconde filha adolescente no guarda-roupas para livrar o marido de prisão oito meses após abuso em MS
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

16 ago 2019 às 06:20 hs
Mãe esconde filha adolescente no guarda-roupas para livrar o marido de prisão oito meses após abuso em MS

Mulher não contou à polícia sobre o crime, descumpriu medida judicial e ainda mentiu à polícia. Homem foi preso.

Por G1 MS

Armário onde a adolescente estava escondida — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Armário onde a adolescente estava escondida — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem de 39 anos foi preso quarta-feira (14), em Iguatemi, a 451 quilômetros de Campo Grande, por se manter próximo à enteada, a quem teria abusado sexualmente em dezembro de 2018. Ele e a esposa tentaram evitar a prisão escondendo a menina de 13 anos dentro do guarda-roupas do quarto do casal.

De acordo com a Polícia Civil, o homem começou a ser investigado no início de 2019 quando a Delegacia de Atendimento à Mulher, em Naviraí, recebeu denúncia de que ele teria sido flagrado beijando a enteada durante confraternização de fim de ano. Uma pessoa que estava no local foi quem denunciou, pois a mãe da menina, então com 12 anos, não quis avisar a polícia.

Durante a investigação, várias pessoas foram ouvidas, entre elas a mulher, a filha e o suspeito, o qual foi indiciado por estupro de vulnerável e proibido pela Justiça de se aproximar da enteada.

O casal então se separou e a mulher, de 40 anos, se mudou com a filha de Naviraí para Iguatemi. Um tempo depois, o casal reatou o relacionamento e a mulher disse à polícia que a adolescente iria morar com a avó materna.

No final de julho, a Polícia Civil recebeu denúncia de que a menina estava morando com a mãe e o padrasto, investigou a situação e na quarta-feira foi à casa da família. “A mãe dizia que a filha estava com a avó, mas nós sabíamos que ela estava lá”, disse um policial.

Os policiais então entraram na casa e encontraram a menina agachada, escondida dentro do armário do casal, a pedido da mãe. “Ela estava chorando muito, com medo. Dissemos para ela que estávamos ali para ajudá-la”, falou o policial.

Diante da situação, o homem foi preso e deve passar por audiência de custódia ainda nesta quinta-feira (15). Ele afirma que não cometeu outros abusos e que a menina passeava na casa deles. Segundo a polícia, não há relatos de novos estupros por parte do padrasto, porém, haverá investigação.

A mulher foi levada para prestar depoimento e contou que escondeu a filha com medo da adolescente ser levada e do marido ser preso. Ela foi ouvida e liberada e a adolescente encaminhada para o Conselho Tutelar.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: