Funcionários demitidos do hospital regional fazem protesto por falta de pagamento e direitos trabalhistas
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

28 nov 2019 às 18:20 hs
Funcionários demitidos do hospital regional fazem protesto por falta de pagamento e direitos trabalhistas

Indignados, revoltados, desempregados e passando por dificuldades por não terem recebido seus direitos, dos 12 funcionários, três se manifestam na frente do Hospital Regional de onde foram demitidos com cartazes reivindicando seus direitos:

“Administração Omissa pedimos socorro para os órgãos fiscalizadores”

“Há 11 meses esperando o acerto trabalhista!!!! Sem programação, Sem pagamento, Sem decimo terceiro, Sem seguro desemprego, Sem fundo de garantia depositado”

Cadê os meus direitos!!!!

“Todo trabalhador é digno de seu salário, cadê o nosso!!! Queremos receber”

Pois durante este período o Hospital Regional recebeu diversos repasses

Na fala da ex-funcionária assistente social Lourdes, em novembro de 2018, os rumores de crises financeiras veio a “tona”, antes era só contenção de gasto nos setores, agora veio com força partindo para os funcionários,  deixando-os intimidados, amedrontados e inseguros, pois das reuniões que eram feitas nos setores para contenções de gasto com a própria chefia do local, inclusive com a presença do secretário de saúde,  dizendo  que pessoas iam sair dali chorando mais devido as crises teria que tomar tais decisões em demiti-las, inclusive falava-se pelos corredores de uma lista com 30 nomes de profissionais que estava pronta, “com toda tensão (…) esse foi o presente de natal e ano novo que tivemos” onde todos os funcionários  tinham que seguir seus plantões de segunda a segunda, feriados a feriados trabalhando incansavelmente para dar o  seu melhor em prol da saúde de cada paciente, ouvimos tudo isso e não tivemos nenhuma voz de defesa, simplesmente entrou janeiro de 2019 os funcionários já foram notificados com um papel no ponto que era registrado entrada e saída, “tentando novamente justificar as crises”,   é chegado a hora!!!! Passou o dia 15 do mês e os funcionários que iam ser demitidos começaram a ser  chamados para assinar o seu aviso, uns por ligações, outros por bocas de colegas nos corredores, por mensagens via whatsApp, e por último da direção deste Hospital,  palavras bonitas e melancólicas da Diretora juntando com as lagrimas de alguns funcionários,  ao ser questionada o porquê da demissão ou se houve algum tipo de avaliação, ela disse que sentia muito pelo acontecido mais que a demissão não partiu da chefia deste hospital (sic), responsabilizando a prefeitura por isso!!! Após a notícia da diretora Joelma, vários apelos para rever a demissão foram feitos, mais não teve acordo, dizendo que tudo ia ser acertado podíamos ficar tranquilos. E após alguns meses eu e mais alguns colegas procuramos o presidente da câmara senhor Vladimir , que nos afirmou em nos ajudar que estava prestes a vir uma emenda de 1 milhão, mais saindo 500mil ele iria intervir junto ao hospital para realizar o nosso acerto. Hoje está preste a completar um ano e sequer o meu salário trabalhado foi pago por completo, passando por vários assédio moral que não convém falar aqui, creio que não houve um planejamento para as demissões e principalmente respeito para com cada funcionário demitido, pois éramos profissionais que prestava com qualidade o serviço para a nossa população, e além disso somos pais de famílias que temos responsabilidades com a nossa casa e com a sociedade, infelizmente resultou-se em um desiquilíbrio financeiro em nossas vidas.  “QUANDO VEJO UM DIREITO QUE É GARANTIDO NA LEI, NUNCA    ME OMETI, ENQUANTO PROFISSIONAL, ACEITO OS DESAFIOS E VOU ATÉ O FIM…” E nessa causa trabalhista eu e meus companheiros de trabalho não vamos PARAR DE LUTAR POR UM DIREITO QUE É NOSSO!!!   E agora que estou fora, posso falar, postar, publicar, curtir uma foto porque nem isso podíamos fazer, se fizéssemos era carta marcada e ainda continua o sistema assim, engessado e perseguidor para com os funcionários e a população, até quando isso!!!  Temos que ter os nossos direitos e fazer valer eles.  

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: