Mulher que nasceu sem útero fala sobre felicidade de dar à luz: ‘Disseram que nunca ia acontecer’

Correio do Pantanal

3 out 2019 às 13:36 hs
Mulher que nasceu sem útero fala sobre felicidade de dar à luz: ‘Disseram que nunca ia acontecer’

Alessandra CorrêaDe Winston-Salem (EUA) para a BBC News Brasil

Kayla Edwards sorri segurando sua filha, Indy Pearl, que dorme
Image captionKayla Edwards e sua filha, Indy Pearl: ‘Continuo tendo que me beliscar para acreditar que ela está mesmo aqui’

A americana Kayla Edwards tinha 16 anos de idade quando ouviu de uma médica que nunca poderia engravidar. A então adolescente descobriu que havia nascido sem o útero.

“Na época, a médica que me atendeu nem sabia o nome do que eu tinha. Ela saiu do consultório e voltou com um livro médico enorme (para pesquisar)”, diz Kayla à BBC News Brasil.

Hoje, aos 28 anos, Kayla sabe que é portadora da síndrome de Mayer‐Rokitansky‐Kuster‐Hauser (MRKH), que afeta uma em cada 4,5 mil mulheres ao redor do mundo e é caracterizada pela falta total ou parcial do útero.

Doze anos depois de receber o diagnóstico de que nunca poderia dar à luz, ela e o marido, Lance, comemoraram o que consideram um milagre: o nascimento de sua filha, Indy Pearl.

Kayla é uma das 20 mulheres que receberam transplante de útero como parte de uma pesquisa clínica realizada pelo Baylor University Medical Center, centro médico em Dallas, no Texas.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: