Mega cidade Maia é descoberta por tecnologia laser na Guatemala

Correio do Pantanal

3 fev 2018 às 08:14 hs
Mega cidade Maia é descoberta por tecnologia laser na Guatemala

NOTICIAS AO MINUTO

© DR

Pesquisadores identificaram as ruínas de mais de 60 mil casas, estradas, palácios e de muitas outras infraestruturas construídas durante a antiga civilização Maia. Tudo esteve enterrado durante séculos, debaixo da selva da Guatemala.

Utilizando a tecnologia laser LiDAR (sigla inglesa para Light Detection and Ranging), os investigadores conseguiram ver além das árvores, da vegetação e do solo a partir de imagens aéreas.

Através das ruínas desvendadas, os cientistas descobriram que a civilização pré-colombiana Maia era muito mais complexa do que imaginavam.

“As imagens mostram claramente que toda esta região era um sistema de povoações cuja escala e densidade populacional têm sido largamente subestimadas”, disse o arqueólogo da Universidade de Ítaca e explorador da National Geographic, Thomas Garrison.

A nova informação aponta para uma população entre os 10 e 15 milhões de habitantes, ao contrário dos 5 milhões estimados nas últimas décadas.

Thomas Garrison integra um consórcio de investigadores que participou no projeto liderado pela Fundação PACUNAM, uma organização sem fins lucrativos da Guatemala, que promove a investigação científica, a conservação e o desenvolvimento sustentável.

A investigação inédita ao extinto império Maia pode ser vista no documentário ‘O Império Perdido dos Maias’, que será transmitido no dia 6 de fevereiro, no canal National Geographic.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: