Cavalos invadem saguão do Aeroporto de Fernando de Noronha
  • piramide

Correio do Pantanal

20 set 2019 às 15:32 hs
Cavalos invadem saguão do Aeroporto de Fernando de Noronha

Segundo testemunhas, a fêmea provavelmente estava no cio e foi perseguida pelo macho. ‘Ele tentou cruzar ali mesmo’, diz comerciante que estava no local.

Por Ana Clara Marinho, G1 PE

A égua foi recolhida do Aeroporto de Fernando de Noronha  — Foto: Odete Silva/Acervo Pessoal

A égua foi recolhida do Aeroporto de Fernando de Noronha — Foto: Odete Silva/Acervo Pessoal

Um cavalo e uma égua invadiram o saguão do Aeroporto de Fernando de Noronha, nesta sexta-feira (20). Segundo testemunhas, os animais eram conduzidos pelo proprietário para alimentação e acabaram se desgarrando.

“A égua está no cio, o cavalo tentou cruzar ali mesmo no salão ao aeroporto. Quando eu me aproximei o macho saiu e a égua ficou assustada”, conta o comerciante José Guedes, que estava no local para comprar passagem aérea e presenciou a “invasão” dos animais.

O gestor do aeroporto, Carlos Gouveia, aponta que a porta fica aberta geralmente, mas essa foi a primeira vez que viu animais entrando por ali. “Eles entraram no saguão, que fica aberto para receber os passageiros. Nossos seguranças foram acionados de imediato”, fala o gestor do aeroporto, Carlos Gouveia.

Como tem experiência com animais, coube a José Guedes ajudar a lidar com os animais. “Eu falei com a égua, é preciso calma e paciência com o animal. Alisei a fêmea e retirei do aeroporto. Ainda bem que o cavalo não estava mais na área, poderia ter ciúme”, brinca José Guedes.

José Guedes domou a égua e ajudou a retirá-la — Foto: José Guedes/Acervo Pessoal

José Guedes domou a égua e ajudou a retirá-la — Foto: José Guedes/Acervo Pessoal

Quem viu a movimentação estranhou. “É uma cena inusitada, era um cavalo correndo atrás do outro dentro do aeroporto. Eu nasci na ilha, tenho 54 anos de idade e nunca vi isso”, relata o funcionário público, Gilvânio Ferreira.

A Vigilância Animal foi chamada. “Os animais foram capturados, tomamos a guarda e vamos levar o caso ao Ministério Público”, explica o superintendente de Saúde da ilha, Fernando Magalhães. O nome do proprietário dos animais não foi divulgado.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.