Carteira perdida na Antártida é devolvida 53 anos depois

Correio do Pantanal

6 fev 2021 às 23:15 hs
Carteira perdida na Antártida é devolvida 53 anos depois

Paul Grisham, de 91 anos, foi surpreendido quando foi contactado para lhe devolverem a carteira que já nem se lembrava ter perdido.

Carteira perdida na Antártida é devolvida 53 anos depois
© Anthony WALLACE / AFP

DN/Lusa06 Fevereiro 2021 — 16:29Um meteorologista da Marinha dos Estados Unidos teve a feliz surpresa de receber há uma semana uma carteira que tinha perdido na Antártida há… 53 anos.

Paul Grisham, agora com 91 anos, já nem se recordava de ter perdido a carteira quando foi contactado por desconhecidos que a queriam devolver pelo correio, contou o diário The San Diego Union-Tribune, da Califórnia, na sua edição de quinta-feira.

A descoberta fortuita do objeto perdido ocorreu na altura da destruição, em 2014, da base científica na ilha de Ross, onde o marinheiro esteve colocado como especialista de previsões meteorológicas de outubro de 1967 a novembro de 1968.

A carteira de Grisham estava escondida por trás de um vestiário e continha, entre outras coisas, o seu cartão da Marinha, a carta de condução, instruções em caso de ataque biológico ou químico e um cartão de racionamento para cerveja.

O marinheiro disse ter ficado surpreendido com o facto de tantas pessoas se terem esforçado para devolver a carteira ao seu dono, já que foi necessária uma cadeia de bons samaritanos para o objeto lhe chegar às mãos.

Um dos responsáveis do grupo de investigação na Antártida contactou um dos seus ex-funcionários que já tinha conseguido que uma pulseira descoberta numa loja fosse devolvida ao dono. Este e a filha ligaram a uma fundação de veteranos, que por sua vez contactou a Associação do Serviço Meteorológico Naval da qual Paul Grisham era membro.

A carteira chegou finalmente no passado sábado, em boas condições, à casa do veterano em San Carlos, no sul da Califórnia.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.