Cães de Biden deixam a Casa Branca depois de Major morder um segurança

Correio do Pantanal

9 mar 2021 às 15:34 hs
Cães de Biden deixam a Casa Branca depois de Major morder um segurança

O pastor alemão, de três anos, o primeiro cão resgatado a viver na Casa Branca, tinha vindo a demonstrar comportamento agressivo, segundo indicaram duas fontes à CNN.

FP/DN09 Março 2021 — 11:13

Opresidente norte-americano, Joe Biden, enviou os seus dois cães de volta para a casa da família em Wilmington, no Delaware, depois de o mais novo dos dois pastores alemães ter alegadamente demonstrado comportamento agressivo e ter supostamente mordido um agente de segurança, segundo a CNN.

Major, de três anos, que foi adotado por Biden e pela sua mulher Jill em novembro de 2018 de um canil, tinha vindo a demonstrar comportamento agressivo, incluindo saltar, ladrar e atacar funcionários e seguranças da Casa Branca, disse a estação de televisão, citando duas fontes anónimas.

As fontes descreveram um “incidente” em que Major terá mordido um membro dos serviços de segurança, mas não especificaram se a pessoa envolvida ficou ferida. O episódio terá contudo sido considerado suficientemente grave para que ambos os cães, incluindo Champ de 13 anos, tivessem regressado à casa dos Biden em Wilmington, na semana passada.

Não é claro quando ou se os animais vão regressar à Casa Branca. A primeira-dama disse numa entrevista no mês passado que tinha estado focada em ajudar os cães a adaptar-se à nova casa. “Eles têm que apanhar o elevador, não estão habituados a isso, e têm que ir ao relvado sul com muita gente a ver. É com isso que tenho estado obcecada, garantir que toda a gente está acomodada e calma”, disse no “The Kelly Clarkson Show”.https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?creatorScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&dnt=false&embedId=twitter-widget-0&frame=false&hideCard=false&hideThread=true&id=1358160252122914818&lang=en&origin=https%3A%2F%2Fwww.dn.pt%2Finternacional%2Fcaes-de-biden-deixam-a-casa-branca-depois-de-major-morder-um-seguranca-13435462.html&siteScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&theme=light&widgetsVersion=e1ffbdb%3A1614796141937&width=550px

Major, que fez parte de uma ninhada que tinha sido envenenada e que foi resgatada pela Delaware Humane Association, foi o primeiro cão adotado a viver na Casa Branca, tendo-se mudado após a tomada de posse de Biden, em janeiro.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: