Brasil chega a 10,4 milhões de infeções, um ano após o primeiro caso

Correio do Pantanal

26 fev 2021 às 20:01 hs
Brasil chega a 10,4 milhões de infeções, um ano após o primeiro caso

Acompanhe as principais notícias da pandemia desta sexta-feira, 26 de fevereiro.

Brasil chega a 10,4 milhões de infeções, um ano após o primeiro caso
© ESTELA SILVA/LUSA

DN26 Fevereiro 2021 — 23:12

LIVE

Última Atualização26 fev, 2021 • 19:5826 fev19:50há 7 minutosDavid Pereira

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, um dos mandatários mais céticos em relação à gravidade da pandemia, criticou esta sexta-feira as novas medidas de isolamento impostas por governadores para enfrentar a covid-19, apesar do agravamento da situação no país.

“O povo já não consegue ficar em casa. O povo quer trabalhar. Esses que fecham tudo e destroem empregos estão na contramão do que o povo quer”, disse o líder de extrema-direita em declarações numa cerimónia de inauguração de uma estrada no Estado do Ceará.

O chefe de estado voltou a rejeitar o distanciamento social, num momento em que cada vez mais Governos estaduais e municipais estão a adotar medidas mais severas, como toques de recolher noturnos e confinamentos, para evitar aglomerações e o colapso de hospitais.

Lusa26 fev19:49há 8 minutosDavid Pereira

Testes alargados a todas as escolas e passam a contemplar amostras de saliva

Os testes à SARS-CoV-2 vão abranger todas as escolas de Portugal continental e contemplar a amostra de saliva para a realização dos rastreios laboratoriais, segundo a atualização da norma da Direção-Geral da Saúde sobre a Estratégia Nacional de Testes.

Na norma atualizada esta sexta-feira, são recomendados rastreios laboratoriais regulares (de 14 em 14 dias) nos estabelecimentos de ensino ao pessoal docente e não docente, quando a norma anterior, de 11 de fevereiro, apenas abrangia o secundário, neste nível de ensino envolvendo igualmente os alunos, o que se mantém.

A norma baixa, por outro lado, a incidência da testagem nas escolas, que no documento anterior previa recolhas em concelhos com incidência cumulativa a 14 dias superior a 480 por 100 000 habitantes, e que agora passa a ser de 120 por 100 mil.

Lusa26 fev19:12há 46 minutosDavid Pereira

Brasil chega a 10,4 milhões de infeções, um ano após o primeiro caso

O Brasil ultrapassou esta sexta-feira a marca de 10,4 milhões de infeções pelo novo coronavírus (10 455 630), precisamente um ano após o registo do primeiro caso no país, informou o Ministério da Saúde.

Nas últimas 24 horas, foram contabilizados 65 169 infetados em território brasileiro, o quarto dia consecutivo em que o país regista mais de 60 mil novos diagnósticos de covid-19.

Os dados fazem parte do último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, que dá conta da soma 1337 mortes entre quinta e sexta-feira, num total de 252.835 óbitos devido à covid-19 no Brasil.

Lusa26 fev17:38há 2 horasDavid Pereira

Nice e Dunquerque iniciam confinamento ao fim de semana

Nice e Dunquerque, assim como os seus subúrbios, iniciam esta sexta-feira o confinamento ao fim de semana aplicado em regiões francesas particularmente atingidas pela covid-19 e o país regista mais 286 mortes devido ao vírus.

Até às 06.00 locais de segunda-feira, os habitantes das duas cidades e dos seus arredores vão ficar confinados, iniciando assim o primeiro fim de semana de confinamento local em França.

No total, o país tem 20 departamentos sob apertada vigilância devido ao aumento de casos provocado pela variante do Reino Unido que podem também ver implementadas novas medidas sanitárias já na próxima semana, entre elas o confinamento ao fim de semana.

Lusa26 fev17:25há 2 horasDavid Pereira

Óbitos em 2020 custaram mais de 25 mil anos de vida em Portugal

A mortalidade prematura causada pela covid-19 em Portugal no ano 2020 levou à perda de mais de 25 mil anos de vida dos portugueses, avança um estudo esta sexta-feira divulgado pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP).

O grupo de investigação responsável pelo Barómetro Covid-19 analisou a mortalidade e os anos de vida perdidos em oito países europeus — Portugal, França, Alemanha, Itália, Países Baixos, Espanha, Suécia e Reino Unido -, tanto por força da covid-19 como devido a outras doenças.

Os dados indicaram que Portugal registou a taxa de anos de vida perdidos mais alta em 2020, seguido de Alemanha, França e Reino Unido, embora Reino Unido, Espanha e Itália tenham as mais altas taxas de anos de vida perdidos por 10.000 habitantes devido à covid-19.

Lusa26 fev15:57há 4 horasDavid Pereira

Madeira com 58 novos casos nas últimas 24 horas

A Madeira regista esta sexta-feira 58 novos casos de covid-19, passando a contabilizar 7144 doentes desde 16 de março de 2020, revela a Direção Regional da Saúde (DRS).

Dos casos registados esta sexta-feira, dois são importados de França e 56 de transmissão local.

A DRS adianta haver mais 62 casos de recuperações e 64 óbitos associados à doença.

Lusa26 fev15:52há 4 horas

Município de Câmara de Lobos atribui apoio de 800 mil euros a 580 empresários

A Assembleia Municipal de Câmara de Lobos aprovou esta sexta-feira por unanimidade um apoio de 800 mil euros que vai beneficiar mais de 580 empresários do concelho, informou o município.

“Foi aprovado por unanimidade pela Assembleia Municipal de Câmara de Lobos o programa de apoio ao comércio, estabelecimentos de restauração e bebidas, atividades artísticas e culturais”, lê-se numa nota do município de Câmara de Lobos.

Ainda de acordo com a nota, o apoio, no valor máximo de 800 mil euros, “abrangerá de forma direta mais de 580 agentes económicos do concelho”. A ajuda, é acrescentado, destina-se a empresas, empresários em nome individual e profissionais liberais com ou sem contabilidade organizada, os quais “viam-se impossibilitados de aceder a outros apoios”.

O presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Pedro Coelho, destaca que “este apoio procura atenuar as consequências negativas resultantes da queda abrupta da atividade económica, por força da situação pandémica, das empresas e profissionais liberais que muito deram ao concelho”. Os apoios variam entre os 500 euros e os 1 500 euros, de acordo com a dimensão das empresas.

Lusa26 fev15:45há 4 horasDavid Pereira

Presidente da República assina decreto regulamentar do Governo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinou esta sexta-feira o decreto do Governo que regulamenta a prorrogação do estado de emergência até 16 de março de 2021, mantendo as regras atualmente em vigor.

A assinatura do decreto aprovado esta sexta-feira pelo Governo foi divulgada através de uma nota no portal da Presidência da República na Internet.

Na quinta-feira, o Presidente da República decretou o estado de emergência pela 12.ª vez no atual contexto de pandemia de covid-19, por mais quinze dias, nos mesmos termos do seu anterior decreto, após aprovação pelo parlamento.

Lusa26 fev15:40há 4 horas

Governo dos Açores levanta cerca sanitária a Rabo de Peixe para a semana

O vice-presidente do Governo dos Açores, Artur Lima, anunciou esta sexta-feira que a cerca sanitária a Rabo de Peixe vai ser levantada “com responsabilidade”, na próxima semana, e saudou a “grande adesão” da população local no combate à pandemia.

“Para a semana não há cerca [a Rabo de Peixe]”, porque vai ser “levantada com responsabilidade”, disse o governante. Artur Lima falava no parlamento dos Açores, no âmbito da apreciação de uma iniciativa do PSD que recomenda ao executivo um programa de recuperação económica e social específico para as freguesias de Ponta Garça e de Rabo de Peixe.

Aos deputados, o vice-presidente destacou a “grande adesão” e comportamento da população da vila piscatória, “em diálogo” com as equipas multidisciplinares no terreno, que afirmou terem realizado desde o dia 5 de fevereiro, com a instituição da cerca sanitária, 998 visitas domiciliárias.

No dia em que os Açores não registaram nenhum caso de infeção, o governante congratulou-se com o facto, afirmando “estar feliz por os Açores serem a região do país que tem a pandemia melhor controlada”, mas ressalvou que o executivo vai estar “atento e preventivo para não facilitar”.

Lusa26 fev15:39há 4 horasDavid Pereira

Grécia prolonga confinamento até 8 de março

O Governo da Grécia anunciou esta sexta-feira o prolongamento do atual confinamento em vigor na capital, Atenas, e em várias regiões do país até 8 de março, uma vez que os níveis de infeção pelo novo coronavírus continuam elevados.

“Os nossos epidemiologistas consideram ser necessária uma prorrogação das medidas”, declarou o vice-ministro da Proteção Civil grego, Nikos Hardalias, exatamente um ano após o diagnóstico do primeiro caso da doença covid-19 na Grécia.

“Um ano depois, continuamos a travar a batalha (…). Não vamos desistir, não vamos desanimar e não vamos voltar atrás”, afirmou o representante numa conferência de imprensa, salientando ainda: “Graças às vacinas, a liberdade não está muito longe”.

Lusa26 fev15:11há 4 horas

Cerca de 1 900 pessoas impedidas de circular nas fronteiras entre Portugal e Espanha

Cerca de 1 900 pessoas foram impedidas de circular nas fronteiras entre Portugal e Espanha desde 31 de janeiro, quando voltaram a vigorar controlos devido à pandemia de covid-19, revelou esta sexta-feira o Ministério da Administração Interna (MAI).

Num balanço enviado à agência Lusa sobre o controlo nas fronteiras terrestres, o MAI refere que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e a Guarda Nacional Republicana (GNR) controlaram, entre 31 de janeiro e 24 de fevereiro, um total de 279 578 cidadãos e 251 750 viaturas nos pontos de passagem autorizados (PPA). Dos 279 578 cidadãos, 1 904 foram impedidos de circular pelos pontos de passagem autorizados, revelou o MAI.

O Ministério da Administração Interna anunciou esta sexta-feira que o controlo de pessoas nas fronteiras entre Portugal e Espanha vai manter-se até 16 de março devido à pandemia e que passam a existir mais dois pontos de passagem autorizada em Ponte da Barca e Vinhais.

Lusa26 fev15:03há 4 horas

Reino Unido regista 345 mortos e continua a reduzir taxas de contágio

O Reino Unido registou 345 mortes e 8 523 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados publicados esta sexta-feira pelo Governo britânico, que mostram que a transmissão do vírus continua a diminuir. No total, morreram no Reino Unido 122 415 pessoas entre 4 163 085 casos de contágio confirmados desde o início da pandemia covid-19.

Entre 20 e 26 de fevereiro houve uma redução de 31,3% de mortes de covid-19 e de 16,8% no número de pessoas com um resultado de teste positivo confirmado em relação aos sete dias anteriores. A taxa de incidência é agora de 114 casos e quatro mortes por 100 mil habitantes.

Até agora, 19 177 555 pessoas receberam a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus, das quais 736 037 receberam uma segunda dose, a qual é administrada com um intervalo de até 12 semanas.

Lusa26 fev14:57há 5 horasCarlos Nogueira

Mais de 70 associações de pessoas com deficiência pedem prioridade na vacinação

Mais de 70 organizações de defesa dos direitos das pessoas com deficiência apelaram ao Presidente da República e ao primeiro-ministro para que as pessoas com deficiência e os seus cuidadores sejam considerados prioritários na vacinação contra a covid-19.

O apelo foi feito há dez dias, numa carta que seguiu não só para Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, mas também para o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, para a ministra da Saúde, Marta Temido, para a secretária de Estado para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, para a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas e para o coordenador da task force para o plano de vacinação em Portugal, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

“Tivemos só resposta do gabinete do primeiro-ministro, que disse que encaminhou a carta para o Ministério do Trabalho e da Segurança Social, e do presidente da Assembleia da República, que comunicou que tinha distribuído aos deputados que fazem parte da comissão de Saúde e de Trabalho e Segurança Social”, adiantou Jorge Falcato, em representação da associação Centro de Vida Independente.

Na carta, as mais de 70 organizações alertam que as pessoas com deficiência correm maior risco de contrair covid-19, tendo em conta as condições de saúde e o contacto próximo com os seus cuidadores, e de desenvolver sintomas mais graves da doença, defendendo que estas pessoas “não podem ficar esquecidas”.

Nesta primeira fase do plano de vacinação, querem que sejam incluídas todas as pessoas com deficiência, independentemente da idade, que tenham uma das patologias já definidas, pessoas com deficiência intelectual ou psicossocial, pessoas autistas (que estão dispensadas do uso de máscara), bem como os cuidadores destas pessoas.

Além das cartas, as associações têm uma petição a decorrer desde há dois dias, que conta com mais de 2200 assinaturas.

Lusa26 fev14:56há 5 horas

Contágios continuam a aumentar em Itália, com mais de 20 000 no último dia

Os novos casos de covid-19 em Itália continuam a aumentar, com 20 499 registados nas últimas 24 horas e 253 mortes, segundo o último boletim do Ministério da Saúde.

No total, 2 888 923 pessoas foram infetadas desde o início da emergência de saúde, há um ano, sendo que os óbitos, menos 55 do que na quinta-feira, elevam o total para 97 227.

A pressão nos hospitais está desta forma a aumentar e vários já ultrapassaram o nível de alerta. Dos 404 664 pacientes atualmente com covid-19, 18 292 estão hospitalizados, mais 61 do que na quinta-feira, e 2 194 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (mais 26).

A campanha de vacinação continua no país e chegou a um total de 3 998 727 doses inoculadas em todo o país, sendo que 1 379 373 pessoas já receberam as duas doses.

Lusa26 fev14:14há 5 horasDavid Pereira

António Costa: “Próximos 15 dias para consolidar e melhorar o que já alcançámos”

“Ninguém poderá garantir que no futuro não existirão novas variantes. Estamos numa trajetória de diminuição de novas casos, internados e óbitos, mas devemos persistir nos próximos 15 dias para consolidar e melhorar o que já alcançámos. Ainda precisámos de muito para melhorar, mas percebo a ansiedade de todos. Não queria de forma alguma criar algum tipo de ilusão. É preciso manter tudo como até agora”

“UE quer que todos os contratos assinados sejam cumpridos e procurar que mais vacinas sejam produzidas e distribuídas”26 fev14:07há 5 horasDavid Pereira

António Costa: “Há clara solidariedade institucional entre Presidente, Governo e Parlamento”

“Como PR deixou bem claro, há uma clara solidariedade institucional entre Presidente da República, Governo e Assembleia da República. Isso tem sido muito importante. Todas as medidas são adotadas em total consonância”

“A 11 de março, iremos apresentar plano de desconfinamento, que será gradual, progressivo, diferenciado consoante setores de atividade e localizações e sempre guiado por critérios objetivos”

“Conforme os números venham a melhor, diminui o nível de confinamento voluntário. Vivemos uma fase perigosa, em que parece que o pior já passou”26 fev14:02há 5 horasDavid Pereira

António Costa admite começar desconfinamento com reabertura das escolas:

“Em outubro já vigorava um confinamento centrado sobretudo no fim de semana. Razão pela qual comparo com maio e setembro é porque foram momentos importantes na pandemia, quando iniciámos desconfinamento e adotámos mais medidas restritivas”

“Encerramento das escolas foram a última medida que tomámos e será natural que reabri-las seja a primeira medida a tomar no desconfinamento”26 fev13:56há 6 horasDavid Pereira

António Costa: “Plano de vacinação sofreu alterações porque há um menor número de vacinas produzidas e distribuídas”

“Plano de vacinação em toda a União Europeu sofreu alterações porque há um menor número de vacinas produzidas e distribuídas. E a vacina da AstraZeneca não deve ser administrada em maiores de 65 anos, pessoas entre 65 e 80 anos só poderão ser vacinadas com outras vacinas. Tudo isto leva a ajustamento”

“Uma das soluções encontradas para alargar a vacinação a maiores de 80 anos é alargar o prazo entre primeira e segunda dose indicada pela Pfizer”26 fev13:54há 6 horasDavid Pereira

António Costa: “Anunciar já plano de desconfinamento é distrair os cidadãos do essencial”

“Ruído? Decreto será exatamente igual ao de 15 dias atrás”

“Devemos evitar confundir os cidadãos com mensagens excessivamente sofisticadas que induzam os portugueses em erro. Anunciar plano de desconfinamento é distrair os cidadãos do essencial: mantermo-nos confinados durante os próximos 15 dias. Quando quis comparar a situação com a de 4 de maio e 15 de setembro foi para que todos tivéssemos consciência da gravidade da situação”26 fev13:51há 6 horasDavid Pereira

António Costa: “A 11 de março apresentaremos plano de desconfinamento”

“O compromisso que quero assumir é que a 11 de março nós apresentemos o plano de desconfinamento do país, que como há um ano será gradual e guiado por um conjunto de critérios objetivos que nos permitem ir gerindo a evolução da pandemia”26 fev13:48há 6 horasDavid Pereira

António Costa: “Estamos empenhados em que nos próximos 15 dias seja possível outra avaliação”

“Tudo recomenda, como disse ontem o Presidente da República, a maior prudência. Tenho, como todos vós, ansiedade em desconfinar. Sei bem os custos destas medidas de confinamento”

“Estamos empenhados em que nos próximos 15 dias seja possível outra avaliação”26 fev13:46há 6 horasRicardo Simões Ferreira

“Temos 2404 internados face aos 813 a 4 de maio e aos 478 a 15 de setembro. Temos 522 internados em UCI, face aos 143 de 4 de maio e 59 de 15 de setembro” diz Costa.

Consulte AQUI o documento citado pelo primeiro-ministo26 fev13:46há 6 horasDavid Pereira

António Costa traça meta de vacinar 80% das pessoas com mais de 80 anos até final de março:

“A variante britânica, que se caracteriza por uma maior transmissibilidade, é responsável por 49% dos novos casos. Por esta razão há uma maior prudência quanto ao desconfinamento”

“Vacina AstraZeneca vai ser reservada a pessoas com menos de 65 anos. Os grupos de maior risco ainda não estão suficientemente protegidos pela vacinação”

“A meta é até ao final de março vacinar 80% das pessoas com mais de 80 anos”26 fev13:42há 6 horas

Veja a conferência em direto:https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?creatorScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&dnt=false&embedId=twitter-widget-0&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1365354732265476097&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.dn.pt%2Fsociedade%2Facompanhe-aqui-os-desenvolvimentos-da-pandemia-em-portugal-e-no-mundo-13394692.html&siteScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&theme=light&widgetsVersion=889aa01%3A1612811843556&width=550px26 fev13:40há 6 horasDavid Pereira

António Costa: “Ainda não é tempo de desconfinamento”

“Continuamos a decrescer no número de novos casos todos os dias e estamos a registar uma franca melhoria no cenário da União Europeia. Há 15 dias estávamos em 1.º lugar no ranking de novos casos, agora estamos na 13.ª posição. Porem, ainda não é tempo de desconfinamento”

“Estamos melhor do que a nossa pior situação, mas estamos pior do que no dia do desconfinamento da primeira vaga (242 novos casos a 4 maio) e quando iniciámos o estado de contingência em setembro (425 casos a 15 de setembro)”

“Temos 2404 internados face aos 813 a 4 de maio e aos 478 a 15 de setembro. Temos 522 internados em UCI, face aos 143 de 4 de maio e 59 de 15 de setembro. Estamos ainda longe de nos podermos comparar da situação em que estávamos quando desconfinámos no ano passado e quando declarámos o estado de contingência”26 fev13:39há 6 horasDavid Pereira

António Costa: “Renovação do estado de emergência sem alterações”

“Conselho de Ministros aprovou, sem qualquer alteração, a renovação do estado de emergência. Tal como o decreto presidencial, também o decreto do governo não sofreu alterações”26 fev12:54há 7 horasCarlos Nogueira

Atendimento ao público na embaixada portuguesa em São Tomé suspenso devido a surto

A secção consular da embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe e respetivo atendimento ao público estará encerrado, pelo menos, até 5 de março, depois de alguns funcionários terem testado positivo à covid-19.

Na sua página de Facebook, a embaixada portuguesa partilhou uma publicação em que afirmava que, “por razões de natureza sanitária, o serviço de atendimento ao público da secção consular da embaixada de Portugal permanecerá encerrado entre os dias 1 e 5 de março, inclusive”.

A informação foi confirmada à Lusa por fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros português, que explicou que “alguns funcionários testaram positivo” à doença. “A embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe encontra-se aberta e em funcionamento, mas com a sua secção consular, e consequente atendimento ao público, encerrada”, detalhou a mesma fonte.

“A embaixada seguirá as recomendações das autoridades de saúde locais e voltará a abrir ao público quando o puder fazer em segurança para os utentes”, concluiu.

Lusa26 fev11:50há 8 horasNuno Fernandes

Áustria está a negociar compra da vacina russa Sputnik V

O chefe de Governo da Áustria, Sebastian Kurz, e o Presidente russo, Vladimir Putin, evocaram hoje a possibilidade de a Rússia fornecer a Viena a vacina contra a covid-19 Sputnik V, anunciou o Kremlin.

Os dois dirigentes discutiram, em conversa telefónica, “a possibilidade” de a Russia fornecer esta vacina à Áustria, referiu o Kremlin em comunicado, acrescentando que já foram marcados “novos contactos estreitos” para discutir o assunto.

Sebastian Kurz já tinha afirmado, no início de fevereiro, que estava aberto à produção na Áustria de vacinas russas e chinesas contra a Covid-19, desde que estas obtivessem autorização de comercialização na União Europeia.

A Áustria criticou, na semana passada, o que considera serem “hesitações” da Agência Europeia de Medicamentos na autorização de vacinas contra a covid-19, lembrando que isso leva os Estados-membros a agir por conta própria.

Neste momento, o único país da União Europeia que usa a vacina russa é a Hungria, que começou a administrar a Sputnik V em 12 de fevereiro, sem esperar uma decisão da Agência Europeia do Medicamento, tendo anunciado esta semana que vai usar também a chinesa Sinopharm.

Lusa26 fev09:58há 10 horasSusete Henriques

Madeira prevê retoma da atividade económica a partir de junho

O presidente do Governo da Madeira prevê que a retoma da atividade económica no arquipélago ocorra a partir de junho, na sequência dos apoios concedidos às empresas e do fim das restrições nos mercados emissores de turismo.

“Todo este apoio que estamos a dar às empresas é no sentido de perspetivarmos o início da retoma da nossa economia a partir de maio ou junho, sobretudo na área do turismo”, afirmou Miguel Albuquerque, indicando que a reabertura dos principais mercados emissores de turismo para a região – Reino Unido e Alemanha – deverá ocorrer na mesma altura.

O governante falava no âmbito de uma visita à empresa Press Power, no Funchal, que desenvolve a sua atividade na área da informação digital e transcrição e está presente no mercado regional, nacional e no estrangeiro, designadamente no Reino Unido, França, África do Sul, Cabo Verde, Brasil e Estados Unidos da América.

“Neste momento, temos cerca de 27 empresas tecnológicas no mercado, com um volume de negócios já superior a 70 milhões de euros”, disse Miguel Albuquerque, sublinhando que “a tendência é para crescer”, pelo que o executivo, de coligação PSD/CDS-PP, vai continuar a apoiar “todo o setor empresarial”.

Lusa26 fev08:13há 11 horasSusete Henriques

Unidade fabril em Paredes de Coura terá capacidade de produção de vacinas, diz Costa

“A AICEP tem vindo a trabalhar, designadamente com o município de Paredes de Coura, para que possa ser rapidamente instalada em Portugal uma unidade fabril que terá também capacidade de produção de vacinas”, afirmou o primeiro-ministro.

Costa afirmou ainda que está feito “um mapeamento” da capacidade da nossa indústria farmacêutica, e “comunicado às autoridades europeias, para poderem colaborar nas diferentes fases de produção de uma vacina”.

Após o Conselho Europeu, António Costa diz que é contra negociação bilateral na aquisição de vacinas e apoia aquisição conjunta.

Uma das grandes vantagens competitivas que a Europa teve foi ter existido uma negociação conjunta da UE, defendeu o chefe do Governo.

Afirmou que basta verificar a dificuldade de acesso de muitos países do mundo a vacinas para apoiar a aquisição conjunta da UE. É, pois, contra o facto de ter “27 países a disputarem entre si a aquisição de vacinas”, considerando, no entanto, que com a aquisição conjunta o processo já é lento, mas que seria pior se fosse uma negociação feita país a país.26 fev08:08há 11 horasSusete Henriques

Costa defende que “certificado verde” seja comum a toda a UE e espera que esteja pronto até ao verão

“Estamos a trabalhar em conjunto com a Comissão Europeia, e que até ao verão esse documento exista”, diz o primeiro-ministro António Costa sobre o “certificado verde”.

Trata-se de um documento que atesta de forma não identificada que uma pessoa ou já esteve contaminada ou já está vacinada ou fez um teste que confirma que não está contaminada, explicou anteriormente o chefe de Governo.26 fev08:01há 11 horasSusete Henriques

Comissão Europeia está a preparar “documento que agilize e dispense a realização de quarentena”

“Comissão ficou de preparar um documento que permita atestar de uma forma não identificada que uma pessoa ou já esteve contaminada ou já está vacinada ou fez um teste que confirma que não está contaminada”, anuncia o primeiro-ministro, António Costa, após o Conselho Europeu.

Facilitará muito a liberdade de circulação e a retoma do turismo, diz Costa, que não gosta do termo “passaporte sanitário”

Ficou tomada a decisão de publicar em junho um relatório das lições aprendidas. “é fundamental fazer o balanço das lições apreendidas”, do ponto de vista social, económico e sanitário.26 fev08:00há 11 horasSusete Henriques

Comissão Europeia vai estabelecer mecanismos para fazer face às novas variantes, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, depois do Conselho Europeu, referiu que se falou no aumento de produção de vacinas e na agilização da aprovação de vacinas por parte do regulador europeu.

Falou-se na necessidade de assegurar os contratos já celebrados, de “estabelecer mecanismos” para antecipar as novas variantes. “Para poder responder a estas novas realidades”, referindo-se, por exemplo, à industria farmacêutica.26 fev07:00há 12 horasSusete Henriques

Espanha prolonga fecho de fronteiras com Portugal até 16 de março. Governo português confirma

A Espanha estende até 16 de março o fecho de fronteiras com Portugal, segundo noticia o El País.

O jornal espanhol refere que esta decisão surge depois de terem sido feitas consultas de coordenação com as autoridades portuguesas.

Desta forma, as entradas em Espanha só se podem realizar nas condições e nos horários já estabelecidos.

O prolongamento do encerramento de fronteiras com Portugal foi publicado no Boletim Oficial do Estado (o equivalente ao Diário da República português).

Entretanto, o Governo português confirma o prolongamento da medida.

“Na sequência do diálogo com os autarcas dos municípios raianos e da articulação permanente entre os governos de Portugal e de Espanha, o controlo de pessoas nas fronteiras terrestres e fluviais vai manter-se até ao dia 16 de março, tendo sido decidido acrescentar mais dois Pontos de Passagem Autorizados (PPA) – Ponte da Barca e Vinhais, que funcionarão nos dias úteis entre as 6h00 e as 9h00 e as 17h00 e as 20h00”, lê-se no comunicado do Ministério da Administração Interna.

Foram acrescentados mais dois Pontos de Passagem Autorizados nas fronteiras com Espanha, em Ponte da Barca e Vinhais, informa ainda o Ministério.26 fev06:34há 13 horasSusete Henriques

Alemanha regista quase 10 mil contágios nas últimas 24 horas

As autoridades sanitárias alemãs registaram 394 vítimas mortais de covid-19 e 9997 novos contágios da doença, nas últimas 24 horas, de acordo com dados do Instituto Robert Koch (RKI).

Na sexta-feira da semana passada morreram 508 pessoas de covid-19 e registaram-se 9113 infeções.

No conjunto da Alemanha, a incidência acumulada em sete dias sobe a 63 novos casos por cada 100 mil habitantes.

A incidência acumulada na quinta-feira era de 61,7 e na passada sexta-feira foi de 56,8.

O fator semanal de reprodução (R) está em 1,05.

“A baixa do número de casos diários desde meados de janeiro de 2021 já não tem, atualmente, continuidade. Mas, o fator semanal de reprodução situa-se em torno de 01. Devido à presença de novas variantes do vírus existe um risco elevado de um novo aumento de contágios”, assinala o RKI no último relatório diário.

A Alemanha contabiliza 69 519 mortos e 2 424 684 casos desde o início da pandemia, no ano passado.

Lusa26 fev05:14há 14 horasSusete Henriqueshttps://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?creatorScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&dnt=false&embedId=twitter-widget-1&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1365110345933541378&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.dn.pt%2Fsociedade%2Facompanhe-aqui-os-desenvolvimentos-da-pandemia-em-portugal-e-no-mundo-13394692.html&siteScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&theme=light&widgetsVersion=889aa01%3A1612811843556&width=550px26 fev05:13há 14 horasSusete Henriques

Nova variante provoca 87% dos casos no México em fevereiro

Uma nova variante do coronavírus provocou 87,23% dos casos de covid-19 estudados no México em fevereiro, informou na quinta-feira o diretor de Investigação Molecular do Instituto de Diagnóstico e Referência Epidemiológica (Indre).

Em conferência de imprensa, José Ernesto Ramírez admitiu que esta mutação, detetada no país pela primeira vez em outubro, “pode ter uma maior transmissibilidade”, apesar de sublinhar não ser “apropriado neste momento chamar-lhe uma nova variante mexicana”.

A linhagem descoberta é o B.1.1.222, com uma mutação T478K, disse.

“Podemos fazer um pedido específico para nomear [esta variante] de alguma forma, com um nome particular, mas não é apropriado neste momento chamar-lhe uma nova variante mexicana”, insistiu.

O responsável acrescentou que o “aumento significativo” da circulação desta mutação no país é semelhante ao que outras variantes, como as que foram detetadas no Reino Unido, no Brasil ou na África do Sul, registaram nestes países.

O diretor de Investigação Molecular do Indre acrescentou que esta mutação “também foi encontrada no Canadá, nos Estados Unidos e em alguns países da Europa e de África”.

Lusa26 fev03:58há 16 horasSusete Henriques

Vírus já circulava em Portugal em fevereiro. Reino Unido e Itália com mais impacto no início da pandemia

O Reino Unido, com mais casos, e a Itália, com mais peso na transmissão comunitária, foram os países com maior impacto no início da pandemia de covid-19 em Portugal, revela esta sexta-feira um estudo do Instituto de Saúde Ricardo Jorge.

Pelo menos 277 pessoas infetadas com SARS-CoV-2 oriundas de 36 países entraram em Portugal até 31 de março de 2020, sendo a maioria do Reino Unido, Espanha, França, Itália e Suíça,

Outra das conclusões do estudo é que, apesar dos primeiros casos de covid-19 notificados em Portugal reportarem a 2 de março de 2020, terão existido potenciais introduções ainda no final de janeiro, tendo a maioria ocorrido a partir da última semana de fevereiro, numa “transmissão comunitária que já estava a decorrer de forma silenciosa”.

Leia mais aqui26 fev03:25há 16 horasSusete Henriqueshttps://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?creatorScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&dnt=false&embedId=twitter-widget-2&frame=false&hideCard=false&hideThread=false&id=1365070200899477506&lang=pt&origin=https%3A%2F%2Fwww.dn.pt%2Fsociedade%2Facompanhe-aqui-os-desenvolvimentos-da-pandemia-em-portugal-e-no-mundo-13394692.html&siteScreenName=Di%C3%A1rio%20de%20Not%C3%ADcias&theme=light&widgetsVersion=889aa01%3A1612811843556&width=550px26 fev03:25há 16 horasSusete Henriques

China passa a dispor de quatro vacinas com aprovação de mais duas

O regulador farmacêutico chinês anunciou hoje a aprovação de duas novas vacinas contra a covid-19, das farmacêuticas chinesas Sinopharm e CanSino, passando a estar agora quatro autorizadas no país.

A Administração Nacional de Produtos Médicos chinesa concedeu à Sinopharm autorização para administração à população em geral de uma nova vacina desenvolvida pelo seu instituto da farmacêutica em Wuhan, enquanto a a vacina CanSino foi autorizada para pessoal militar.

O Instituto de Wuhan de Produtos Biológicos, subsidiária da Sinopharm, anunciou quarta-feira ter submetido ao regulador o pedido de aprovação da sua nova vacina contra a covid-19, com uma eficácia de 72.51% contra o novo coronavírus.

A China desenvolveu e está a usar na sua campanha de vacinação interna duas vacinas contra a covid-19, através da Sinopharm em Pequim e da Sinovac, cuja vacina CoronaVac está a ser utilizada internamente e em países como o Brasil.

Lusa26 fev03:23há 16 horasSusete Henriques

EUA contam 3269 mortos e 81 040 casos em 24 horas

Os Estados Unidos registaram 3269 mortos causados pela covid-19 nas últimas 24 horas, e 81 040 casos, indicou na quinta-feira a contagem independente da Universidade norte-americana Johns Hopkins.

Desde o início da pandemia, o país acumulou 508 088 óbitos e 28 409 036 casos da doença.

Os Estados Unidos são o país com mais mortes devido à covid-19 e também com mais casos de infeção.

O Presidente norte-americano, Joe Biden, estimou que a doença venha a causar mais de 600 mil mortos ao todo, no país.

Lusa26 fev03:20há 16 horasSusete Henriques

Circulação entre concelhos do continente volta a ser proibida entre 20:00 de hoje e 05:00 de segunda-feira

A circulação entre concelhos em Portugal continental volta a estar proibida entre as 20:00 de hoje e as 05:00 de segunda-feira, sem prejuízo das exceções previstas, no âmbito do estado de emergência para combater a pandemia de covid-19.

Independentemente do nível de risco de transmissão do novo coronavírus SARS-COV-2, em que apenas 15 municípios permanecem em risco extremo, com mais de 960 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, a proibição de circulação entre concelhos aplica-se a todo território continental português.

A proibição da circulação entre os 278 municípios do continente durante o fim de semana tem sido aplicada, sucessivamente, desde o período do Ano Novo, mas registou um alargamento do horário de aplicabilidade a partir de 15 de janeiro, com o novo confinamento geral.

“É proibida a circulação para fora do concelho do domicílio no período compreendido entre as 20:00 de sexta-feira e as 05:00 de segunda-feira, sem prejuízo das exceções previstas”, lê-se no regulamento do Governo para o atual estado de emergência.

Lusa26 fev03:17há 16 horasSusete Henriques

China soma seis novos casos, todos oriundos do exterior

A Comissão de Saúde da China anunciou que foram diagnosticados seis casos de covid-19 em 24 horas, todos oriundos do exterior.

Os casos foram detetados em viajantes na cidade de Xangai (leste) e na província de Guangdong (sudeste).

A Comissão de Saúde chinesa indicou que, até à meia-noite (16:00 de quinta-feira em Lisboa), o número total de infetados ativos na China continental se fixou em 244, entre os quais um em estado grave.

Desde o início da pandemia, 89 877 pessoas ficaram infetadas na China, tendo morrido 4636 doentes.

Lusa26 fev03:16há 16 horasSusete Henriques

Bom dia.

Bem-vindo ao liveblog do DN. Acompanhe aqui os desenvolvimentos sobre a pandemia de covid-19 em Portugal e no mundo.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.