Atacante mata oito crianças à facada em escola primária na China

Correio do Pantanal

3 set 2019 às 06:26 hs
Atacante mata oito crianças à facada em escola primária na China
Foto: Arquivo

Um homem armado com uma faca entrou numa escola primária no centro da China e matou oito crianças. O fenómeno é comum no país.

O ataque ocorreu no primeiro dia do regresso às aulas, na cidade de Enshi, província de Hubei, de acordo com um comunicado das autoridades locais, citado pela imprensa chinesa e internacional. Além das vítimas mortais, duas crianças ficaram feridas e estão a receber tratamento hospitalar, adianta o “South China Morning Post”.

O suspeito, um homem de 40 anos identificado como Yu, foi detido. Segundo o jornal chinês “Southern Weekly”, que cita funcionários de uma prisão de Hubei, o suspeito tinha sido libertado, em junho passado, após cumprir pena por tentativa de homicídio.

As motivações do ataque não foram divulgadas pelas autoridades.

Ataques violentos em escolas não são um fenómeno novo na China. Várias escolas na China reforçaram a segurança, desde que, em 2010, quase 20 crianças foram mortas à porta de escolas, em ataques com faca. Em junho do ano passado, duas crianças foram esfaqueadas até à morte por um homem, à porta de uma escola primária em Xangai. Em abril do mesmo ano, nove crianças foram mortas numa escola na província de Shaanxi, por um alegado ex-aluno da instituição.

Os incidentes são normalmente protagonizados por pessoas com problemas psicológicos ou ressentimentos com a sociedade.

A lei chinesa proíbe a venda e posse de armas de fogo, pelo que os ataques são geralmente feitos com facas, explosivos de fabrico artesanal ou por atropelamento.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.