Apreensões de drogas aumentam 211% nos dois primeiros meses de 2021 no MS em meio à pandemia, aponta Sejusp

Correio do Pantanal

1 mar 2021 às 16:08 hs
Apreensões de drogas aumentam 211% nos dois primeiros meses de 2021 no MS em meio à pandemia, aponta Sejusp

Dados do órgão apontam aumentou em 24% o número de ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas e somente maconha, em torno de 103 toneladas foram apreendidas este ano em MS.

Por Flávio Dias, G1MS — Campo Grande

01/03/2021 17h00  Atualizado há 4 minutos


Em meio à pandemia da Covid-19, as apreensões de drogas aumentaram 211% nos dois primeiros meses de 2021 em Mato Grosso do Sul, quando comparado com o mesmo período do ano passado. De 1º de janeiro até este domingo (28), já são mais de 104 toneladas de entorpecente apreendidos, segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Conforme o órgão, nesse mesmo período de 2020, no estado, foram apreendidos 33, 2 toneladas de drogas. Em Campo Grande, o registro de apreensões também cresceu, de11,8 toneladas passou para 25 toneladas. Um aumento de 112%.

Brasil e Paraguai montam mega operação em combate ao narcotráfico. — Foto: Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai/Divulgação

A principal fronteira do Paraguai com o Brasil, região de Ponta Porã (MS), com o Pedro Juan Caballero, ficou fechado por sete meses, desde 10 março de 2020, devido a pandemia. Conforme o Ministério da Integração Nacional, Mato Grosso do Sul tem sete cidades-gêmeas na fronteira com o Paraguai e com a Bolívia, todas também foram fechadas.

Demanda contribui para aumento de apreensões

Um dos fatores que contribuiu para aumento dos registros de apreensões de drogas foi a demanda aliada a grande oferta, segundo o tenente-coronel do Departamento de Operações da Fronteira (DOF), Wagner Ferreira. Ele ainda destaque que por Mato Grosso do Sul ter grande área de fronteira seca com o Paraguai, as organizações criminosas continuaram com trabalho intenso de envio de drogas para o Brasil por estradas vicinais e caminhos que não necessitam passar por cidades fronteiriças.

“Há pesquisas que apontam o aumento de consumo de drogas em todo o país devido à pandemia. As pessoas estão mais em casa nesse período. O Paraguai por ter uma grande oferta e a demanda ter aumentado, houve também ações pontuais e mais efetivas em Mato Grosso do Sul durante as fiscalizações por meio de operações que envolveram as forças policias do estado e federal”, explicou ao G1.

Apreensão de maconha na região de Maracaju (MS). — Foto: DOF/Divulgação

Apreensão de maconha na região de Maracaju (MS). — Foto: DOF/Divulgação

Somente este ano, o Departamento de Operações da Fronteira apreendeu mais de 50 toneladas de drogas, um número 5 vezes maior que o ano anterior, que registrou 9,5 toneladas. Um aumento de 432,8%. Em novembro de 2020 a Justiça de Mato Grosso Do Sul autorizou a incineração de mais de 33 toneladas de maconha, considerada a maior apreensão de droga no país. O flagrante foi em Maracaju e ação realizada em Dourados.

Ainda conforme a Sejusp, das cinco principais drogas apreendidas no Mato Grosso do Sul, a maconha lidera o ranking, com cerca de 103 toneladas nos dois primeiros meses do ano, contra 33 toneladas no mesmo período de 2020, um aumento de 212%.

Conforme a secretaria ainda houve aumento de apreensões de crack com 8%, haxixe 81%, pasta base de 88% e apenas cocaína registrou queda, de 68%.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Segundo órgão, em Mato Grosso do Sul, aumentou também em 24% o número de ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas. Foram 700 ocorrências contra 564 no mesmo período de 2021. Na capital houve aumento de 18%, sendo 179 ocorrências, contra 152 no dois primeiros meses do ano anterior.

Mega operação contra o narcotráfico

. A primeira parcial da ação, divulgada nesta sexta-feira (26), pela a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) paraguaia. (Assista o vídeo abaixo).

Brasil e Paraguai montam mega operação em combate ao narcotráfico

Brasil e Paraguai montam mega operação em combate ao narcotráfico

Segundo o órgão, só na manhã desta sexta, foram destruídas 60 hectares e 13 áreas produtoras de maconha. Desde o início da operação batizada como Nova Aliança, na última terça-feira (23), 90 quilos de sementes e 72 áreas com plantação do entorpecente também foram destruídas. Não houve registro de prisões.

Ainda de acordo com a secretaria, 42 acampamentos foram fechados. A operação segue até o próximo dia 8 de março.

Apreensão recorde em 2021

Na última quinta-feira (18), o Departamento de Operações de Fronteira (DOF) fez a maior apreensão de droga do ano de Mato Grosso do Sul. O flagrante foi na MS-386, entre os municípios de Amambai e Ponta Porã, região de fronteira com o Paraguai.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

DOF faz maior apreensão de droga do ano escondida em carga de milho em MS. — Foto: DOF/Divulgação

DOF faz maior apreensão de droga do ano escondida em carga de milho em MS. — Foto: DOF/Divulgação

Segundo o DOF, quase 21 toneladas de maconha, estavam escondidas em uma carga de milho, em uma scania que estava acoplado a um semirreboque.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: