Milhares de camelos abatidos na Austrália para proteger comunidades Aborígenes

Correio do Pantanal

8 jan 2020 às 15:37 hs
Milhares de camelos abatidos na Austrália para proteger comunidades Aborígenes
Camelos estão a ameaçar áreas habitadas por comunidades Aborígenes
Camelos estão a ameaçar áreas habitadas por comunidades AborígenesFoto: AFP

JN

Milhares de camelos abatidos na Austrália para proteger comunidades Aborígenes

A seca e os fogos que ameaçam grande parte da Austrália levam milhares de camelos a vaguear junto de cidades e aldeias à procura de água. As autoridades têm cinco dias – desta quarta-feira até domingo – para eliminar alguns destes animais para manter a segurança.

As comunidades Aborígenes, na zona noroeste da Austrália Meridional, alertaram as autoridades para o elevado número de camelos que apareceram em zonas habitadas. Os animais, desesperados por água, podem ser uma ameaça para os seres humanos.NUVEM DE FUMO DOS INCÊNDIOS NA AUSTRÁLIA ATINGE CHILE E ARGENTINAVER MAIS

“Grupos extremamente grandes de camelos e outros animais selvagens dentro e ao redor das comunidades estão a pressionar localidades Aborígenes remotas”, lê-se num comunicado, publicado no Facebook, assinado pelo governo local de ​​​​​​​Anangu Pitjantjatjara Yankunytjatjara (APY).A área é ocupada por menos de três mil pessoas, essencialmente de comunidades Aborígenes.

10 mil animais ameaçados

A medida foi tomada depois de várias tentativas de controlo destes animais terem falhado. Além dos riscos que comportam para os seres humanos, a decisão visa igualmente proteger os animais, muito deles doentes e a morrerem à sede, e os cursos de água, contaminados com os cadáveres dos animais.“PREPAREI UMA MOCHILA COM BENS ESSENCIAIS”. PORTUGUESA CONTA COMO SE VIVE NUMA AUSTRÁLIA A ARDER HÁ MESESVER MAIS

Na mira das autoridades estão cerca de 10 mil camelos selvagens. A operação, que arrancou esta quarta-feira e que se prolongará até domingo, é encabeçada por especialistas do governo que vão operar a partir de helicópteros. Na mira das autoridades estão também cavalos selvagens.

Os camelos, tal como escreve a BBC, não são originários da Austrália, e foram levados para aquele território pelos britânicos, de países como a Índia ou Afeganistão no século 19. Tratando-se de animais selvagens, podem danificar cercas, equipamentos agrícolas e bebem elevadas quantidades de água.

Sacrifício de animais na Austrália

Apesar de drástica, está não é a primeira vez que uma medida destas é levada a cabo na Austrália. Em 2013, cerca de dez mil cavalos foram abatidos. Tal como agora, a tática usada foi disparos de helicópteros. O abate dos cavalos selvagens foi justificado pelas autoridades australianas como forma de evitar que morram de fome e de sede, causando a degradação dos terrenos no norte do país.AUSTRÁLIA DECLARA GUERRA AOS GATOS E QUER ABATER DOIS MILHÕES ATÉ 2020VER MAIS

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: