Jaguatirica é resgatada em meio a incêndio no Pantanal, e avião vai fazer o transporte para capital de MS
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

9 nov 2019 às 07:15 hs
Jaguatirica é resgatada em meio a incêndio no Pantanal, e avião vai fazer o transporte para capital de MS

Animal deve ser encaminhado para Centro de Reabilitação em Campo Grande. Ao todo, já são 156 mil hectares destruídos pelo fogo regiões de Miranda, Corumbá e Aquidauana.

Por Graziela Rezende e Cláudia Gaigher, G1 MS e TV Morena

Jaguatirica estava desidrata, debilitada e com algumas queimaduras quando foi resgatada em MS — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Jaguatirica estava desidrata, debilitada e com algumas queimaduras quando foi resgatada em MS — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Uma jaguatirica de pequeno porte foi resgatada nesta quinta-feira (7), nas proximidades da Fazenda São Paulino, entre Miranda e Corumbá, no Pantanal sul-mato-grossense. Segundo o Corpo de Bombeiros, o animal estava muito debilitado, desidratado e com algumas queimaduras.

Um dos sargentos envolvidos na operação disse que ajudou dando água para a jaguatirica. O resgate ocorreu por volta das 5h40 (de MS) e, nesta tarde a corporação deve enviar um avião para buscá-la e, na sequência, levá-la até o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), em Campo Grande.

De acordo com dados da Defesa Civil, já são 156 mil hectares destruídos nas regiões de Miranda, Corumbá e Aquidauana. No momento, a região do Parque Estadual do Rio Negro é a que mais preocupa, já que a situação não está totalmente controlada.

Nessa quarta-feira (6) choveu e trouxe alívio aos combatentes que estão na região há mais de 10 dias. O vento também é uma preocupação deles porque ajuda a espalhar o fogo mais rapidamente e também tem o fogo subterrâneo que ressurge a alguns metros de distância.

O seu vídeo começa em 00:00

Bombeiros resgatam jaguatirica debilitada e ferida por incêndio no Pantanal de MS

Bombeiros resgatam jaguatirica debilitada e ferida por incêndio no Pantanal de MS

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: