Incêndios na Califórnia. Cavalo resgatado volta atrás para salvar a família do fogo

Correio do Pantanal

1 nov 2019 às 15:04 hs
Incêndios na Califórnia. Cavalo resgatado volta atrás para salvar a família do fogo

Várias pessoas pararam junto a um rancho em Simi Valley, na Califórnia, para salvar cavalos dos violentos incêndios. Um dos que foram resgatados voltou para trás para ajudar uma égua e um potro. Apenas um dos muitos animais do rancho não resistiu aos ferimentos.

Cavalo resgatado dos fogos na Califórnia volta atrás por outros animais
Cavalo resgatado dos fogos na Califórnia volta atrás por outros animais© Twitter

DN

Milhares de pessoas obrigadas a deixar as suas casas, habitações destruídas, grandes zonas populacionais sem eletricidade e vários animais em risco. Estas são algumas das consequências dos violentos incêndios que estão a assolar a Califórnia. Mas apesar do cenário devastador, há ainda histórias que merecem ser partilhadas, pelo menos é essa a opinião das milhares de pessoas que viram e publicaram o vídeo de um cavalo resgatado dos fogos que voltou para trás para salvar outros.

O vídeo tem sido partilhado e comentado por milhares de pessoas, entre as quais o radialista Nuno Markl. “Isto é heroico. Nos incêndios de Simi Valley, Califórnia, um cavalo volta atrás para ir buscar a família. Perdoem-me o spoiler: ele consegue”, escreveu Markl no Instagram.

O momento foi captado pelas câmaras da CBS Los Angeles que, na quarta-feira, fazia a cobertura de um dos incêndios que não têm dado tréguas aos bombeiros. A equipa da estação de televisão estava a acompanhar o desenvolvimento do fogo, denominado Easy, quando várias pessoas começaram a socorrer os cavalos de um rancho em Simi Valley, já o fumo começava a tornar-se insuportável e as chamas ameaçavam a propriedade.

Estima-se que cerca de 26 mil pessoas foram afetadas pelos incêncios

Carros pararam numa estrada junto à propriedade e várias pessoas ajudaram a retirar os cavalos do rancho. Dezenas de voluntários ajudaram a salvar os animais ao colocá-los em reboques, de modo a que fossem transportados para locais seguros.

Foi nessa altura que se pode ver um cavalo resgatado a voltar para trás para salvar um potro e uma égua, que será a família do animal.

De acordo com uma veterinária, que comentou o vídeo no Twitter, os animais procuram os seus companheiros de grupo quando estão assustados. “É por isso que um cavalo solitário volta a correr para um celeiro em chamas”, escreveu.

Betsy Connolly@dvmmumReplying to @gwhipp and 5 others

Horse vet here: horses seek their herd mates when frightened. This is why a lone horse will run back into a burning barn. Only the most alpha stallion or mare will take point when in danger. Horses live by the code: stronger together1,0563:15 PM – Oct 30, 2019Twitter Ads info and privacy150 people are talking about this

A CBS refere que os animais do rancho Butler foram salvos, à exceção de um. Uma égua teve de ser eutanasiado devido aos ferimentos.

CBS Los Angeles@CBSLA

As the #EasyFire inched closer to Butler Ranch in #SimiValley yesterday, @joybenedict witnessed Good Samaritans come to the rescue of multiple horses, running to escape the flames. All horses made it out safe, except one. A 29-year-old Mayer had to be euthanized due to injuries.931:24 PM – Oct 31, 2019Twitter Ads info and privacy46 people are talking about this

Foram vários os ranchos daquela zona que tiveram de passar pela necessidade de salvar as suas propriedades e os animais que lá se encontravam, devido à velocidade com que o fogo se estava a aproximar.

Cerca de 800 bombeiros estiveram no terreno para combater as chamas e estima-se que 26 mil pessoas foram afetadas pelo incêndio Easy, segundo a imprensa norte-americana.

Foram muitos edifícios ameaçados pelas chamas, um dos quais a Biblioteca Presidencial Ronald Reagan.

As temperaturas elevadas e os ventos fortes têm sido os principais obstáculos no combate aos incêndios violentos que tem assolado a Califórnia nos últimos dias.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: