Cão da raça Akita achado em córrego e rejeitado por 2 famílias é adotado após tratamento em MS: ‘Caso extremo’
  • Projetando

Correio do Pantanal

22 ago 2019 às 23:55 hs
Cão da raça Akita achado em córrego e rejeitado por 2 famílias é adotado após tratamento em MS: ‘Caso extremo’

Veterinária disse que o animal chegou no CCZ muito magro, debilitado e com diarreia. Após divulgação nas redes sociais, ele foi adotado nessa quarta-feira (21).

Por Graziela Rezende, G1 MS

Animal foi adotado do CCZ em MS após divulgação nas redes sociais — Foto: Redes sociais/Reprodução

Animal foi adotado do CCZ em MS após divulgação nas redes sociais — Foto: Redes sociais/Reprodução

A veterinária do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em Campo Grande, Ana Paula Nogueira, se lembra exatamente da situação em que chegou o cão da raça Akita, há pouco mais de um mês: magro, debilitado, com diarreia e muito agressivo. O animal havia sido resgatado pelo Corpo de Bombeiros e a expectativa era de ser adotado, inclusive pela pessoa quem o encontrou e acionou o socorro.

“A pessoa que pediu o resgate falou que iria adotá-lo, mas, quando veio buscá-lo não quis porque ele estava doente. Em seguida, teve outra família que desistiu. Nós então cuidamos dele e fizemos a divulgação nas redes sociais. A partir daí foi rápido, ele foi adotado nessa quarta-feira (21). Este foi um caso extremo, ele nem andava quando chegou aqui”, afirmou ao G1 a veterinária.

Carinhosamente chamado de Lobo no CCZ, o cão recebeu as vacinas e vermífugos necessários. “A intenção também é chamar a atenção para a adoção, que é um ato de solidariedade também. As pessoas precisam entender que animais que estão aqui, em abrigos ou em ONG’s [Organização Não Governamental] vieram da rua. O que ocorre é que todo mundo só quer adotar um animal sadio, porém, cedo ou tarde eles podem adoecer e precisar de tratamento, cedo ou tarde”, ressaltou Nogueira.

Animal chegou no CCZ em MS muito magro e debilitado — Foto: Redes sociais/Reprodução

Animal chegou no CCZ em MS muito magro e debilitado — Foto: Redes sociais/Reprodução

Na página do Facebook da Prefeitura Municipal de Campo Grande, a história do Lobo foi compartilhada . A postagem teve dezenas de curtidas e compartilhamentos.

Veja na íntegra:

ADOÇÃO ESPECIAL

Quem se lembra desse cão Akita que foi resgatado pelos bombeiros de dentro do córrego e levado ao CCZ, há mais ou menos um mês? A história ganhou as páginas dos jornais e os nossos corações…

O cãozinho, carinhosamente apelidado de Lobo pelos servidores do CCZ, deu entrada ao órgão em péssimo estado de saúde, não andava, estava com diarreia, e muito agressivo, provavelmente pela intensa dor que sentia.

Infelizmente, duas famílias que mostraram interesse em adotá-lo desistiram, e ele continuou sendo carinhosamente tratado pelos servidores, Agora, o Lobo, que é um animal muito dócil, já consegue se levantar e andar.

Uma coisa a gente garante, a família que levar ele pra casa vai ganhar um companheiro muito amoroso! O Lobo está disponível para adoção responsável no CCZ, e ainda necessita de muitos cuidados e acompanhamento veterinário.

Cão ganhou uma família adotiva após divulgação nas redes sociais em MS — Foto: Redes sociais/Reprodução

Cão ganhou uma família adotiva após divulgação nas redes sociais em MS — Foto: Redes sociais/Reprodução

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: