Mãe haitiana reencontra filhos em SC após quase 4 anos
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

1 jan 2020 às 21:19 hs
Mãe haitiana reencontra filhos em SC após quase 4 anos

Mulher precisou deixar três filhos no Haiti quando veio para Joinville. Com ajuda da patroa, mãe terá família ao lado em 2020.

Por NSC TV e G1 SC

Após campanha, mãe haitiana reencontra filhos em Joinville

Após campanha, mãe haitiana reencontra filhos em Joinville

Uma mãe haitiana teve um início de ano especial. Após quase quatro anos, ela conseguiu reencontrar os três filhos que havia deixado no Haiti poucos dias antes da chegada de 2020. Com a ajuda da patroa, ela reuniu a família em Joinville, no Norte de Santa Catarina. As crianças, de 6, 8 e 11 anos, além da avó delas, chegaram na segunda-feira (30).

A cena é comum em aeroportos: o desembarque seguido do abraço e do beijo que matam a saudade. Mas o reencontro da zeladora Whirllyne Dorlivillier, que é haitiana, foi emocionante. Em maio de 2016, ela veio para o Brasil, mas teve que deixar os três filhos no Haiti.

Durante todo este tempo, o objetivo da vida dela era reunir novamente a família, mas o dinheiro nunca dava. Até que entrou na vida dela a coordenadora administrativa Karize Vaz, a patroa que se tornou melhor amiga.

Whirllyne com a família no aeroporto — Foto: Reprodução/NSC TV

Whirllyne com a família no aeroporto — Foto: Reprodução/NSC TV

“Passando os dias e a intimidade, ela começou a contar a história da vida dela. Eu não tive como não pensar em outra coisa a partir dali. Eu não sabia como, quando, quanto custava, não tinha noção, mas eu sabia que a gente precisava fazer alguma coisa”, disse Karize.

O desembarque das crianças é o resultado de uma campanha organizada por ela, que arrecadou R$ 30 mil para possibilitar o reencontro da família. “Para mim, é um sonho, estou dormindo ainda. Não sei. Eu estou feliz demais”, sorriu Whirllyne.

Foram cinco dias de viagem para o reencontro ocorrer, mas a missão foi cumprida. A família iniciou 2020 reunida novamente. “Uma vida melhor, uma vida nova, tudo, tudo, tudo”, disse Whirllyne. “Agora todos estão aqui, então estou feliz demais!”, resumiu.

Veja mais notícias do estado no G1 SC

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: