Alemanha reforça segurança junto ao parlamento após invasão do Capitólio

Correio do Pantanal

10 jan 2021 às 19:58 hs
Alemanha reforça segurança junto ao parlamento após invasão do Capitólio

NOTICIAS AO MINUTO

© GETTY

O presidente da câmara baixa do parlamento, Wolfgang Schäuble, enviou uma carta aos deputados em que explica que “a polícia de Berlim reforçou o seu dispositivo em torno do edifício do Reichstag”, revela hoje o jornal diário Bild.

O estado de Berlim e o Governo federal alemão vão agora analisar “que conclusões se podem tirar disto para a segurança do Bundestag [câmara baixa)”, diz Schäuble na carta, acrescentando que recebeu um relatório do Ministério dos Negócios Estrangeiros sobre os acontecimentos de quarta-feira passada em Washington, quando uma multidão de apoiantes do Presidente cessante, Donald Trump, invadiu o edifício do Congresso norte-americano, interrompendo a confirmação dos votos eleitorais que deram a vitória ao democrata Joe Biden nas presidenciais de novembro passado.

Na quinta-feira, um porta-voz da polícia de Berlim já tinha dito que devido aos confrontos em Washington, se iria rever a segurança nos principais edifícios governamentais da capital alemã e junto à embaixada dos Estados Unidos.

Além da invasão do Capitólio, as autoridades alemãs estão a ter em conta o que aconteceu no verão passado em Berlim, quando cerca de 200 ativistas de extrema-direita conseguiram entrar no Reichstag quando se realizava uma manifestação que juntou cerca de 30.000 pessoas contra as medidas restritivas tomadas para conter a covid-19 no país.

Essa invasão do edifício mostrou falhas de segurança e causou polémica no país pelo simbolismo histórico que evocou: em 1933, os nacionais-socialistas de Adolf Hitler incendiaram o Reichstag no seu caminho para o poder.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.