Agente de trânsito é agredido com soco  no rosto na região central da cidade

Correio do Pantanal

6 mar 2018 às 01:12 hs
Agente de trânsito é agredido com soco  no rosto na região central da cidade

Fiscal foi multar motorista que estacionou em local proibido

5 MAR 2018Por Izabela Jornada – Correio do Estado

Na manhã desta segunda-feira (5), por volta das 10h, agente de trânsito, de 43 anos, que trabalha em Dourados, foi agredido com soco no rosto por homem de 36 anos, na região central da cidade. O agressor estacionou camionete Toyota Hilux em local destinado a idosos, na Avenida Marcelino Pires, e por esse motivo recebeu multa do agente.

O motorista questionou a infração e alegou ser deficiente físico e que tinha credencial para estacionamento livre. O agressor alegou que a credencial estava no porta luvas do veículo.

O agente constatou que realmente se tratava de uma carteira de passe livre do governo federal, mas como a infração já estava registrada, o agressor foi instruído a procurar o órgão competente para retirar a multa.

De acordo com o agente de trânsito, o motorista começou a desacatar o agente e disse que iria “enfiar a notificação…”, desferindo palavras de baixo escalão e em seguida deu soco no rosto do fiscal.

A esposa do agressor (27) também estava com ele no momento da discussão e ameaçou o agente, dizendo que iria atrás dele nem que fosse embaixo da terra.

Outro agente, que havia sido chamado para dar reforço para o colega agredido, declarou que ao chegar no local, alguém teria jogado celular no meio da rua e em seguida a esposa do agressor acusou os fiscais de terem jogado o aparelho.

O casal foi encaminhado a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) de Dourados e, de acordo com o boletim de ocorrência, ambos foram transportados no banco de passageiros da viatura, para que não fossem expostos.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.