Frota do transporte escolar é atingida por incêndio na região do Pantanal de MS

Correio do Pantanal

5 ago 2019 às 05:54 hs
Frota do transporte escolar é atingida por incêndio na região do Pantanal de MS

Cinco ônibus foram atingidos em Aquidauana. Secretaria de Educação disse que os veículos atendiam 280 alunos de aldeias indígenas e áreas rurais.

Por Ricardo Freitas, G1 MS

Ônibus atingidos pelo incêndio em Aquidauana (MS)  — Foto: Corpo de Bombeiros / Reprodução

Ônibus atingidos pelo incêndio em Aquidauana (MS) — Foto: Corpo de Bombeiros / Reprodução

Cinco micro-ônibus do transporte escolar da prefeitura de Aquidauana, região do Pantanal de Mato Grosso do Sul, foram atingidos por um incêndio na madrugada deste domingo (4).

Os veículos estavam no pátio da prefeitura e três foram destruídos completamente, de acordo com o Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência às 5h40.

“O fogo provavelmente começou no ônibus do meio, nós apagamos o incêndio que certamente atingiria os outros veículos ao lado, no total de 7. Havia um vigia, mas quando ele viu o fogo já estava alto demais”, afirmou o sargento Admilson Ribeiro, do Corpo de Bombeiros.

Três veículos ficaram completamente destruídos  — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Três veículos ficaram completamente destruídos — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

A perícia esteve no pátio na manhã deste domingo para investigar as causas o incêndio.

A secretária de Educação do município, Ivone Nemer, disse ao G1 que os veículos atingidos atendem cerca de 280 alunos de aldeias indígenas e áreas rurais e fazem mais de um turno diariamente. Segundo ela, os estudantes não serão prejudicados porque serão usados micro-ônibus reservas e outros farão “duas linhas” no mesmo dia.

Perícia investiga incêndio  — Foto: Corpo de Bombeiros / Reprodução

Perícia investiga incêndio — Foto: Corpo de Bombeiros / Reprodução

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: