75% dos leitos de UTI de Coxim são ocupados com pacientes Covid-19 de outras cidades

Correio do Pantanal

22 abr 2021 às 09:45 hs
75% dos leitos de UTI de Coxim são ocupados com pacientes Covid-19 de outras cidades

Sheila ForatoImprimirHR tem oito leitos de UTI (Foto: PMC/Arquivo)

Nesta quarta-feira (21), 75% dos leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital Regional Álvaro Fontoura, em Coxim, eram ocupados por pacientes de outras cidades, todos infectados pelo Coronavírus (Covid-19).

Dos oito leitos, apenas dois são ocupados por coxinenses. Nos outros seis estão pacientes de quatro de municípios do norte de Mato Grosso do Sul (um de Costa Rica, um de Pedro Gomes, um de São Gabriel do Oeste e um de Sonora) e dois de outras regiões, sendo um de Água Clara e um Dourados, que ficam a 436 e 481 quilometros de Coxim, respectivamente.

É importante ressaltar que o Hospital Regional de Coxim não tem como negar leitos, seja clínico ou intensivo, para pacientes de outras localidades. Os pacientes são encaminhados para os hospitais públicos de Mato Grosso do Sul através de uma central de vagas.

Segundo o boletim epidemiológico, divulgado nesta tarde, Coxim tem ainda 16 pacientes internados em leitos clínicos do Hospital Regional, que também são ocupados por outras cidades. Aqui se recupera paciente até de Bataguassu, que está a 589 quilometros de Coxim.

Novos casos não foram registrados. A secretaria de Saúde aguarda resultados de 20 casos suspeitos. Atualmente os casos ativos de Coronavírus são 81. Em Coxim 2.262 pessoas já se infectaram pela doença, sendo que 2.131 se recuperaram e 50 morreram.

As autoridades em saúde continuam pedindo que a população mantenha as práticas de higiene, principalmente das mãos, assim como o uso de máscaras e o distanciamento social. O município está na bandeira laranja do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), com toque de recolher das 22 às 5 horas.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.