DNA preservado em museu ajuda a identificar maior anfíbio do mundo
  • piramide

Correio do Pantanal

18 set 2019 às 19:18 hs
DNA preservado em museu ajuda a identificar maior anfíbio do mundo

DNA preservado em museu ajuda a identificar maior anfíbio do mundo

Helen BriggsBBC News

Salamandra do sul da China é o maior anfíbio do mundo
Image captionSalamandra do sul da China é o maior anfíbio do mundo

Um anfíbio recém-identificado é possivelmente o maior do planeta. Pesquisadores chegaram a essa conclusão com o auxílio do DNA coletado em um espécime que está preservado em um museu.

Atingindo quase dois metros de comprimento, a salamandra gigante do sul da China está criticamente ameaçada na natureza.

Os cientistas dizem que são necessários novos esforços de conservação para salvar o animal da extinção. Isso ocorre porque a caçada para abastecer o comércio de alimentos de luxo levou a uma queda extrema nos números do animal em toda a China.

Antes considerada uma única espécie, os cientistas identificaram após uma análise de DNA de outros indivíduos – vivos e mortos – que existem de fato três espécies encontradas em diferentes partes da China.

A salamandra do sul da China é a maior das três. Os pesquisadores acreditam que ela seja o maior anfíbio vivo atualmente.nullTalvez também te interesse

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.