Vice-reitor do Santuário de Fátima abandona sacerdócio

Correio do Pantanal

25 mar 2021 às 17:27 hs
Vice-reitor do Santuário de Fátima abandona sacerdócio
Vítor Coutinho
Vítor CoutinhoFoto: Paulo Spranger /Global Imagens

Emília MonteiroHoje às 13:58

O vice-reitor do Santuário de Fátima foi dispensado das “obrigações do estado clerical e do celibato” por António Marto, o bispo da Diocese de Leiria-Fátima. Por “motivos pessoais”, o padre Vítor Coutinho quer suspender a prática do sacerdócio.

O padre Vítor apresentou o pedido “por meio de carta dirigida ao Romano Pontífice, com a data de 16 de março do ano corrente”. No Decreto assinado por D. António Marto, o bispo aceita, a “dispensa das obrigações do estado clerical e do celibato”. Desta forma, Vítor Coutinho deixa de ser tratado por padre e, entre outras dispensas, deixa de estar obrigado ao celibato.

Ocupava o cargo de vice-reitor do Santuário desde 2014. Em junho de 2020, Vítor Coutinho, por sua vontade, deixou de ser chefe do gabinete episcopal. Em janeiro deste ano, “foi dispensado, a seu pedido, dos serviços no Santuário de Fátima e na Fundação Francisco e Jacinta Marto”, “sendo-lhe concedido um tempo sabático”.

Vítor Coutinho, de 55 anos, foi ordenado em 1991 e era presbítero da Diocese de Leiria-Fátima. Coordenador da comissão responsável pela celebração do Centenário das Aparições de Fátima, de 2010 a 2017, na visita do Papa Francisco a Fátima, em maio de 2017, foi o diretor de comunicação do evento.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: