Serviço específico para usuários de álcool e drogas já atendeu 14 pessoas desde outubro do ano passado
  • piramide

Correio do Pantanal

13 mar 2022 às 22:50 hs
Serviço específico para usuários de álcool e drogas já atendeu 14 pessoas desde outubro do ano passado

PMC

O Serviço de atendimento às famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade e risco por violação de direitos associada ao consumo de álcool e outras drogas já atendeu 14 pessoas, de outubro de 2021 até hoje. 

Realizado e coordenado pelo Professor Mario Paiva desde 2002, inicialmente de forma voluntária e posteriormente como servidor público municipal, na atual gestão o serviço retornou em 4 de outubro de 2021. E é um serviço específico para usuário de álcool e drogas, aonde o uso tornou incontrolável e em consonância com as famílias, buscando a sobriedade em todos os aspectos. 

Foram encaminhados para atendimento nessa gestão, 11 adictos (pessoa cuja vida é controlada pelas drogas) a COTENEC – Comunidade Terapêutica Nova Esperança em Chapadão do Sul – MS; 1 a Comunidade Terapêutica Nossa Senhora da Gloria Fazenda da Esperança em Rio Brilhante – MS, 1 a Fazenda da Esperança Nossa Senhora da Abadia (feminina) em Campo Grande – MS e 1 para a Comunidade Terapêutica Gileade em Chapadão do Sul – MS. Totalizando 14 pessoas encaminhadas. 

Os adictos (pessoa cuja vida é controlada pelas drogas), a internação ocorre de forma voluntária, isto é, quando o mesmo reconhece sua necessidade e doravante precisa assinar vários documentos declarando que optou por essa forma de tratamento bem como as famílias; na sequência, é dever que as famílias e adictos, busquem fortalecimento nas reuniões nos grupos de NA – para adictos e pastoral da Sobriedade para as famílias sendo que ambas acontecem na sala em anexo a Paróquia São Francisco, em dias alternados e na Sede da SEMCAS as segundas-feiras das 15:00h às 16:00 h e esse labor procura atuar em rede (Psicóloga, Assistente Social, SUS, Paróquia São Francisco).

Como cronograma mensal, o serviço procura na medida do possível, com a parceria da gestão municipal, levar as famílias dos acolhidos, todo 2º (segundo), domingo de cada mês a visita dos mesmos na comunidade terapêutica e é nesse encontro com as famílias que os mesmos encontram conforto, confiança e motivação para poder continuar com o tratamento. 

Vários adictos e adictas estão em processo de recuperação – ciente que a dependência química de álcool e drogas é catalogada pela Organização Mundial de Saúde como doença – CID10 – F19 Transtornos Mentais e Comportamentais devido ao uso de múltiplas drogas e ao uso de outras substâncias psicoativas. 

Nesse sentido os mesmos são convidados a participarem das reuniões dos grupos de autoajuda de Narcóticos Anônimos, sendo as mesmas todas as terças e sextas-feiras das 19:00 às 20:30 horas, anexo a Paróquia São Francisco das Chagas.

Fonte: Augusto Marques

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.