ROTAI fecha três bocas de fumo, prende seis e apreende maconha e pasta base em Coxim

Correio do Pantanal

11 maio 2018 às 09:58 hs
ROTAI fecha três bocas de fumo, prende seis e apreende maconha e pasta base em Coxim
Parte da droga apreendida foi transportada de Rio Verde para Coxim na vagina de uma jovem

Edição de Noticias,

 

Na noite desta quarta-feira (9), a ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior) fechou três bocas de fumo em Coxim, prendeu seis suspeitos de tráfico de drogas e apreendeu maconha e pasta base de cocaína.

Foto: Divulgação/ROTAI

Os presos são: Carolinny Lima da Silva, de 20 anos, David Sobral Matos, de 19 anos, o Sobralzinho, Edvaldo Gomes dos Santos, de 23 anos, o Hungria ou Neguinho, Isac Mendonça Oliveira, de 22 anos, Israel dos Santos, de 21 anos, o Poke, e Welington Santos Morendi, de 21 anos.

A primeira boca foi fechada quando a ROTAI fazia rondas pelo Senhor Divino e avistou Poke, que já tem passagens por vários crimes, na frente de uma residência da rua Frei Gilberto, que já foi denunciada várias vezes como boca de fumo.

Ao notar a viatura o jovem se levantou rapidamente, mas acabou sendo abordado pelos policiais, que pelo nervosismo suspeitaram de alguma ilicitude. Dito e feito, no bolso de Poke foram encontradas 45 paradinhas de pasta base de cocaína.

Dentro da casa a ROTAI encontrou várias sacolas cortadas para embalar as paradinhas, que estavam prontas para a comercialização. Os policiais levavam o jovem para a delegacia quando se depararam com outro suspeito, na rua Getúlio Vargas.

Hungria, que tem 11 passagens pela polícia e é apontado como chefe de uma facção criminosa em Rio Verde, correu e entrou dentro de uma casa. Neste endereço a ROTAI flagrou Isac e Welington, cada um em um quarto, com um prato e uma faca preparando pasta base de cocaína para venda.

Foto: Divulgação/ROTAI

No mesmo endereço também foi encontrada a maconha, enterrada no quintal. Os dois afirmaram que Hungria ajudava no preparo da droga e tinha saído lá fora para ver se estava tudo tranquilo, mas acabou dando de cara com os policiais na rua. Isac e Welington contaram ainda que a droga pertencia a Hungria e que tinha acabado de chegar de Rio Verde.

Segundo os jovens, o entorpecente foi transportado dentro da vagina de Carolinny, envolvido por preservativos. Os dois chegaram a mostrar os preservativos para os policiais que deram o flagrante. Com mais três presos, a ROTAI partiu em busca da jovem que transportou a droga.

No terceiro endereço os policiais encontraram Carolinny e Sobralzinho de posse de uma pedra bruta de pasta base de cocaína, embrulhada no mesmo plástico das outras pedras apreendidas com os outros suspeitos.

Todos foram levados para a delegacia e vão responder por tráfico de entorpecentes, entre outros crimes relacionados, como associação para o tráfico de entorpecente

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.