Posto de combustível altera preços três vezes em um dia e é autuado pelo Procon-MS

Correio do Pantanal

4 mar 2021 às 22:32 hs
Posto de combustível altera preços três vezes em um dia e é autuado pelo Procon-MS
Além disso, posto localizado na região do Panamá não possuía placas sinalizando os preços dos produtos
03/04/2021 11h37 – Naiara Camargo – Correio do Estado


Após denúncias, a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS) penalizou um posto de combustível que chegou a alternar o valor da gasolina três vezes em um único dia.

Além disso, local não disponibilizava placas que sinalizam o preço dos combustíveis, que é um direito do consumidor.

Últimas notícias

Na terça-feira (2), a margem no preço do etanol era de R $ 0,21, ontem (3), o valor mais que dobrou: chegou a R $ 0,47. Já no valor da gasolina, na segunda-feira (1), sua margem era de R $ 0,39 e na quarta-feira R $ 0,55.

O posto está localizado na rua Yokohama, no Jardim Panamá, em Campo Grande. O objetivo do dono é de obter mais lucros. O estabelecimento deve dar satisfação ao Procon e pagar multas. 

Alta 

Pela quinta vez em três meses, a gasolina ficou mais cara no Brasil. E, pela quarta vez apenas neste ano, brasileiros também “sentiram no bolso” mais uma alta no diesel. 

Os dados conhecidos mais caros na última terça-feira (2). O preço médio da gasolina nas refinarias é de R $ 2,60 por litro e do diesel R $ 2,71.

A alta se deve após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) solicitada a troca do presidente da Petrobras. Os aumentos constantes no preço do combustível têm irritado Bolsonaro, que indicou Joaquim Silva e Luna para substituir o atual comandante da estatal, Roberto Castello Branco. 

Em 19 de fevereiro, os salários sofreram mais um aumento. Nesta data, a gasolina subiu R $ 0,23 e o diesel R $ 0,34.

Impacto

Trabalhadores autônomos, que dependem do carro para garantir o sustento familiar, são grandemente afetados pela alta no preço dos pacotes. Houve protestos pela classe na capital, que abasteceram R $ 0,50 centavos em um posto de combustível.

Além disso, entregadores de Delivery se reuniram próximo ao Parque dos Poderes para protrstar contra o valor. O motorista de aplicativo, Walter Almeida, criticou a alta constante nos preços. 

“Estou trabalhando para pagar a gasolina. Como faço corridas em toda cidade, fico pesquisando qual posto de combustível está mais barato, mas os valores estão absurdos e influenciam diretamente do meu lucro no final do mês. Não tenho para onde correr, o carro não anda sem combustível ”, conta.

Jaime Rodrigues de Oliveira, proprietário de ponto de taxi, também “pulso no bolso” o aumento. “É um absurdo. Não trabalho mais como taxista, mas deixo motorista no carro. Além de dividir o lucro, tenho que lidar com esse preço horrível ”.

Assine o Correio do Estado

Consumidor deve ficar antenado em relação aos preços de combustíveis – Álvaro Rezende
VEJA TAMBÉM
ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: