Petroleiro abandonado afunda-se e deixa mancha de crude no mar Vermelho

Correio do Pantanal

24 jul 2021 às 01:47 hs
Petroleiro abandonado afunda-se e deixa mancha de crude no mar Vermelho

JN/AgênciasOntem às 14:55

Um petroleiro abandonado afundou-se há cerca de uma semana próximo de um porto do golfo de Aden, no mar Vermelho, deixando uma grande mancha de crude ao longo da costa, de acordo com as autoridades do Iémen.

O diretor da Autoridade Portuária de Aden, Mohammed Amzarba, disse à agência de notícias iemenita Saba que as autoridades foram alertadas, na semana passada, para o risco de o petroleiro “Dia” se afundar, sem adiantar pormenores.

A mancha de petróleo entretanto detetada estende-se por cerca de 20 quilómetros, adiantou um funcionário do porto de Aden, questionado sobre o incidente que ocorreu há cerca de uma semana e que não foi relatado.

Um relatório preliminar do Governo diz que os danos se estendem à reserva natural de al-Housoua, reportou a agência Saba.

O petroleiro estava estacionado próximo do porto de Al-Bariqa desde 2014 e continha gasóleo. Além do “Dia”, uma dezena de barcos em mau estado está estacionada nos portos de Aden.

Na costa oeste do país, o petroleiro “FSO Safre”, que contém 1,1 milhões de barris de petróleo, está também a preocupar o Governo iemenita e as Nações Unidas. Ancorado desde 2015 no mar Vermelho, a cerca de 60 quilómetros da costa, numa área controlada pelos rebeldes Huthi, o petroleiro “pode explodir a qualquer momento”, alertou a organização ambientalista Greenpeace.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.