Pessoas morrem no Camboja após beber vinho intoxicado em funeral

Correio do Pantanal

6 jul 2021 às 02:23 hs
Pessoas morrem no Camboja após beber vinho intoxicado em funeral

Ao menos 11 pessoas morreram no Camboja depois de beber vinho produzido com arroz supostamente tóxico durante um funeral, informou a polícia no domingo (4). Não é o primeiro episódio de mortes relacionado à produção de álcool artesanal no país. 

Nos últimos dois meses, mais de 30 pessoas morreram em três incidentes envolvendo vinhos de arroz contendo metanol, um líquido altamente tóxico que pode causar cegueira se ingerido. 

Desde sexta-feira (2), 11 pessoas morreram e outras 10 foram hospitalizadas após beberem vinho caseiro em um funeral na província costeira de Kampot, a cerca de 155 quilômetros da capital Phnom Penh. Amostras do vinho foram coletadas para análise. 

“As vítimas ficaram com tonturas depois de beber o vinho”, informou um policial à AFP. 

O vinho artesanal de arroz é muito popular na zona rural do Camboja para casamentos, celebrações ou funerais como uma alternativa barata ao álcool produzido e comercializado no circuito formal. 

Mas há pouca regulamentação dessa atividade e são comuns os casos de envenenamentos massivos, inclusive os fatais, ocorridos nesse tipo de evento. 

No mês passado, ao menos 15 produtores e vendedores de vinho de arroz foram presos, enquanto o Ministério da Saúde pede à população para não ingerir essas bebidas.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.