O que acontece quando se deixa de fumar

Correio do Pantanal

25 maio 2021 às 19:58 hs
O que acontece quando se deixa de fumar

25 de maio de 2021 0

Todos sabem que fumar é uma das piores coisas que podemos fazer ao nosso corpo. O vício do cigarro é um dos maiores assassinos do mundo hoje.

No entanto, o nosso corpo pode recuperar dos danos fatais que esse hábito nocivo lhe causa.

Em algumas áreas da nossa saúde, até começamos a recuperar em 20 minutos! Na verdade, o cronograma de recuperação do corpo depois de pararmos de fumar é notável.

Apenas 20 minutos sem fumar –

Quando para de fumar, em 20 minutos a sua frequência cardíaca cai e a sua pressão arterial volta ao normal.

Também dentro de 20 minutos após parar de fumar, a sua pressão arterial começa a cair e a sua circulação pode melhorar.

Monóxido de carbono –

Uma das toxinas dos produtos do tabaco que nos mata é o monóxido de carbono. É fatal em altas doses, razão pela qual as pessoas mantêm detectores de monóxido de carbono em casa, assim como os detectores de incêndio.

Um dia sem fumar –

Um dia após parar de fumar, o corpo limpa o excesso de monóxido de carbono do cigarro. Isso também aumenta os níveis de oxigênio do corpo.

Depois de um único dia sem fumar, o risco de ter um ataque cardíaco começa a diminuir. Torna-se mais fácil fazer exercício porque o nível de colesterol bom aumenta.

Depois de um dia, o risco de doenças cardíacas e pressão alta relacionada com o cigarro decresce. Neste curto espaço de tempo, os níveis de oxigênio das pessoas terão aumentado, tornando o exercício mais fácil.

Dois dias sem fumar –

Depois de dois dias sem fumar, como o fumo danifica as terminações nervosas responsáveis pelo paladar e pelo olfato, as pessoas sentem um paladar e olfato intensificados.

Três dias sem fumar –

Depois de três dias sem fumar, os níveis de nicotina terão se esgotado e, embora a nicotina não seja de forma alguma benéfica para o corpo, a pessoa começa a ansiar por ela, na forma de sintomas de abstinência.

O exercício continuará a tornar-se mais fácil, pois a resistência cardiovascular terá aumentado enormemente.

Um mês a três meses sem fumar –

De um a três meses, a circulação no corpo continuará melhorando e a capacidade pulmonar, níveis de oxigênio e níveis de resistência cardiovascular continuarão melhorando.

Após três meses de interrupção, a fertilidade das mulheres melhora e o risco de parto prematuro diminui.

Seis meses sem fumar –

Depois de seis meses, irá parar de tossir tanto muco e catarro, e as suas vias aéreas ficarão muito menos inflamadas.

Depois de seis meses, também descobrirá que lida com acontecimentos stressantes com muito mais facilidade sem sentir necessidade de fumar.

Nove meses sem fumar –

Após nove meses sem fumar, os pulmões terão se curado significativamente. As delicadas estruturas semelhantes a cabelos, chamadas cílios, terão recuperado do dano constante do fumo.

A quantidade de muco que se terá acumulado nos pulmões será significativamente menor à medida que os cílios recuperam, porque essa é uma das suas funções.

Por volta deste momento (nove meses), os fumadores de longa data terão notado uma diminuição nas infecções pulmonares, como bronquite.

Um ano sem fumar –

Após um ano sem fumar, o risco de uma pessoa ter doença coronária será reduzido para metade. O risco desta doença continuará a diminuir.

Três anos sem fumar –

Após três anos sem fumar, o risco de um ataque cardíaco terá diminuído para o de um não fumador.

Como fumar danifica o revestimento das artérias, causando a acumulação de tecido adiposo, o risco de derrame terá diminuído significativamente.

Cinco anos sem fumar –

Depois de cinco anos sem fumar, as artérias e os vasos sanguíneos começam a dilatar-se novamente, o que significa que a probabilidade de coágulos sanguíneos e derrames também diminui significativamente.

Cinco a 10 anos sem de fumar –

Nos anos seguintes, o risco de uma pessoa sofrer um derrame diminuirá cada vez mais.

Cerca de 10 anos sem fumar –

Após 10 anos, a probabilidade de uma pessoa desenvolver câncer do pulmão e morrer por causa disso é reduzida em metade em comparação com alguém que continua a fumar.

O risco de desenvolver câncer de boca, garganta, bexiga, rim ou pâncreas também fica significativamente reduzido por volta da marca dos 10 anos.

Cerca de 15 anos sem fumar –

Depois de 15 anos sem fumar, o risco de ataque cardíaco ou derrame é igual ao de quem nunca fumou.

PUBLICIDADE

Depois de 15 anos, o risco de desenvolver câncer do pâncreas também é reduzido ao de quem nunca fumou.

Cerca de 20 anos sem fumar –

Depois de 20 anos sem fumar, o risco de morte por doenças relacionadas com o cigarro, como câncer de pulmão, cai para o nível de uma pessoa que nunca fumou antes.

O corpo recupera –

Então aqui tem os benefícios de parar de fumar, que surgem quase imediatamente. O corpo continua a recuperar até quase correr o mesmo risco de desenvolver doenças relacionadas com o cigarro que alguém que nunca fumou.

Nunca é tarde demais –

Não é fácil, mas vale certamente a pena para a sua saúde e felicidade. Há muitas maneiras de se ajudar a parar de fumar, como por exemplo, pedindo ajuda. Aqueles que procuram ajuda profissional para parar são significativamente mais bem-sucedidos.

Fontes: (Healthline)(Verywell Mind)

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.