22 jan 2019 às 13:44 hs
Foragido é flagrado com droga suficiente para ‘atender’ 5 mil viciados em crack em MS, diz polícia

Por G1 MS

Droga apreendida estava com homem foragido da Justiça em MS — Foto: Polícia Militar/DivulgaçãoDroga apreendida estava com homem foragido da Justiça em MS — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Droga apreendida estava com homem foragido da Justiça em MS — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Um homem de 35 anos, que era foragido da Justiça, foi preso por tráfico de drogas e em posse de grande quantidade de crack, durante o último final de semana em Dourados, na região sul do estado. A investigação ocorreu por policiais da Força Tática e a Agência Local de Inteligência (ALI).

Houve monitoramento no Jardim Piratininga, após diversas denúncias apontando o local como ponto de venda e distribuição de drogas. Diversos viciados foram constatados e houve a abordagem ao suspeito, que mentiu o nome em um primeiro momento.

Conforme a investigação, esta é a maior quantidade de crack apreendido na área urbana da cidade. Na forma bruta, foram apreendidos 3,5 kg da droga, juntamente com uma balança de precisão, R$ 805, além de um prato e uma faca usada para fracionamento.

Os policiais ainda apreenderam diversos objetos, como TV’s, celulares, cartões de crédito, documentos pessoais e de veículos, provavelmente utilizados na troca por drogas naquele local.

Policiais também apreenderam petrechos para o preparo das porções de crack em MS — Foto: Polícia Militar/DivulgaçãoPoliciais também apreenderam petrechos para o preparo das porções de crack em MS — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Policiais também apreenderam petrechos para o preparo das porções de crack em MS — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Ema uma vistoria minuciosa, os policiais constataram que o crack seria uma mistura de cocaína em pó, dissolvida em água e acrescida de bicarbonato de sódio (ou amônia) e depois aquecida, separando a parte sólida da líquida. Em seguida, são cortadas as pedras. Neste processo, ficam grande quantidade de resíduos das substâncias extremamente prejudiciais à saúde, podendo seu uso resultar em morte.

Ainda de acordo com a investigação, a quantidade apreendida é suficiente para produzir mais de 10 mil pedras e “atender” aproximadamente 5 mil viciados em Dourados. Todo o material foi encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) e o suspeito autuado em flagrante pelo tráfico. A pena pode chegar a 15 anos de reclusão.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.