13 mar 2018 às 06:44 hs
Detido homem suspeito de ligação a desaparecimento de 43 estudantes

REUTERS/JOSE LUIS GONZALEZ

O caso remonta a setembro de 2014, quando seis pessoas morreram e outras 43, estudantes mexicanos de uma escola de Ayotzinapa, desapareceram alegadamente às mãos de polícias e membros do crime organizado, em Iguala

Erick Uriel, o homem que terá desempenhado “um papel decisivo” no desaparecimento de 43 estudantes em 2014 no México, foi detido pelas autoridades mexicanas, foi esta segunda-feira anunciado.

“Erick está referenciado na investigação como tendo tido um papel decisivo junto dos estudantes”, explicou Gualberto Ramirez, responsável pelo caso no Ministério Público.

O caso remonta à noite de 26 de setembro de 2014, quando seis pessoas morreram e outras 43, estudantes mexicanos de uma escola de Ayotzinapa, desapareceram alegadamente às mãos de polícias e membros do crime organizado, em Iguala.

De acordo com as autoridades, suspeita-se que Erick Uriel seja membro dos Guerreros Unidos, um cartel de droga que opera no Estado de Guerrero, considerado um dos mais violentos do México.

Erick Uriel, acusado de crime organizado e sequestro, é uma das cinco pessoas procuradas pelas autoridades mexicanas como estando envolvidas no desaparecimento dos estudantes.

Gualberto Ramirez disse que há uma recompensa de 80 mil dólares para quem ajudar a deter os suspeitos.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.