MS recebe neste domingo 4º lote de vacinas contra Covid-19: 32 mil doses de Coronavac

Correio do Pantanal

6 fev 2021 às 23:50 hs
MS recebe neste domingo 4º lote de vacinas contra Covid-19: 32 mil doses de Coronavac

Lote chega na tarde deste domingo e deverá ser distribuído aos municípios a partir da manhã de segunda-feira.

Por G1 MS

06/02/2021 15h51  Atualizado há 8 horas


MS Vai receber mais 32 mil doses da vacina Coronavac — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RR

MS Vai receber mais 32 mil doses da vacina Coronavac — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RRhttps://ede1c89d4aa24179c154e26f0b1b36f9.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Mato Grosso do Sul recebe neste domingo (7) o quarto lote de vacinas contra a Covid-19 encaminhado pelo Ministério da Saúde. A nova remessa de imunizantes chega por volta das 14h25 em voo comercial no aeroporto internacional de Campo Grande, segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Resende adiantou que como o quantitativo de doses ainda é pequeno, que será mantido o esquema de vacinação que vem sendo aplicado, ou seja, haverá continuidade na imunização dos idosos de 80 anos acima e dos profissionais de saúde.

Ele disse que a distribuição dessa nova remessa deverá ser feita na segunda-feira (8) pela manhã aos municípios e que a secretaria em parceria com os órgãos de segurança se organiza para concluir esse trabalho em um prazo de apenas 12 horas.

O secretário comentou também que o governo de Mato Grosso do Sul continua a negociar com o governo de São Paulo a aquisição de 1 milhão de doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a companhia chinesa Sinovac.

“Tem entendimento e não é de hoje. Nós já fizemos uma carta de intenção há algum tempo atrás, encaminhamos ao Butatan, e agora existe essa possibilidade do Butantan, depois de cumprir o compromisso deles de entregar 141 milhões de doses, da venda para outros países e estados”, comentou.

Segundo Resende, o governo do estado quer, com essas doses, acelerar o processo de imunização de 500 mil pessoas dos grupos prioritários.

“Queremos antecipar a vacinação. O governador [Reinaldo Azambuja] preocupado com a questão da educação, sabendo que precisamos imunizar muita gente e com muita velocidade, para que não tenhamos um quadro de dificuldade no futuro, como alertam os especialistas, se a cepa do norte [cepa descoberta em Manaus – AM] chegar a Mato Grosso do Sul. Temos que imunizar principalmente os setores da educação, da segurança pública, ribeirinhos e quilombolas. Eles estão nos grupos prioritários, mas queremos antecipar, até a chegada das vacinas encaminhadas pelo Ministério da Saúde”.

O secretário disse que não existe prazo previsto para a conclusão desta negociação. “Estamos aguardando, acredito que se o governador de São Paulo [João Doria] anunciou que vai comprar 20 milhões de doses para vacinar os brasileiros que moram em São Paulo, nos queremos imunizar os brasileiros que moram em Mato Grosso do Sul”, concluiu.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.